Nas Bancas

Vítor de Sousa

Vítor de Sousa

Catarina Larcher

Homossexual assumido, Vítor de Sousa garante: "Nunca fiz bandeira de nada"

O actor foi um dos 12 portugueses que aceitaram assumir publicamente a sua homossexualidade no livro '3.º Sexo'.

Melissa Tavanez
2 de março de 2010, 12:38

Para muitas pessoas, assumir a sua homossexualidade é um acto de coragem, mas para Vítor de Sousa, avançar que gosta "de pessoas belas", independentemente do sexo, foi apenas algo que aconteceu de forma "casual". A convite da jornalista Raquel Lito, o actor contou a sua história, sem tabus ou preconceitos. As revelações do actor e de mais 11 homossexuais portugueses deram origem ao livro 3.º Sexo, que foi apresentado na discoteca Trumps, em Lisboa.

Neste evento, Vítor partilhou com a CARAS como é que se sente depois de ter tornado pública a sua opção sexual: "Nunca senti essa necessidade de aparecer publicamente com mulheres ou com homens. Fui abrindo, tranquilamente e de quando em vez, a janela. É a minha maneira de estar, nunca fiz bandeira de nada e não sinto que tenha feito nenhuma revelação bombástica." Apesar de ter optado pela discrição, as pessoas mais próximas e até a sua própria mãe, que morreu há cinco meses, tinham conhecimento desta sua escolha: "Claro que os meus amigos sabiam. Até a minha mãe... Nunca falámos sobre isso, mas ela sabia. Contudo, apesar de ela estar por dentro da minha vida, eu não tinha o direito de a perturbar."Sem querer revelar demasiado sobre a sua vida íntima, o actor fez, divertido, outra confissão: "Neste momento estou apaixonado. Sou violento nas paixões. Quando gosto, gosto!"

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras