Nas Bancas

Salvador Mendes de Almeida: "O mais importante é a pessoa aceitar-se e lutar pelo que a faz feliz"

Salvador tinha 16 anos quando sofreu um acidente de mota e ficou tetraplégico. Depois do choque inicial, passou a dedicar-se à melhoria de vida de todas as pessoas de mobilidade reduzida.

Andreia Guerreiro
24 de fevereiro de 2010, 12:33
"Por vezes, vejo uma bola a passar ao meu lado e apetecia-me ir a correr atrás dela, outras vezes, estou na praia, vejo uma onda e sinto uma vontade enorme de dar um mergulho. Custa-me não poder fazer nenhuma destas coisas."
Palavras de
Salvador Mendes de Almeida
, 27 anos, tetraplégico desde que, há 11 anos, regressava a casa após uma saída com amigos e adormeceu ao volante da sua mota, na Quinta do Lago, no Algarve. Bebera álcool e estava cansado e o resultado do acidente foi uma lesão vertebro-medular que lhe alterou por completo os sonhos. O primeiro confronto com a realidade foi angustiante e teve de aprender a viver com as suas limitações físicas. Salvador precisa de ajuda para se deitar, para se levantar, para se vestir, para ir à casa de banho...:
"Conto com a ajuda de dois assistentes que me acompanham para todo o lado, que me dão um copo de água quando tenho sede, que me tapam à noite quando tenho frio..."


Salvador Mendes de Almeida
Salvador Mendes de Almeida
Nuno Miguel Sousa
No entanto, as conquistas de Salvador também têm sido muitas e todas são saboreadas como grandes vitórias.
"Aprendi a dar valor a outras coisas. No início não mexia os braços, nem conseguia levar a mão à boca, e hoje já como sozinho, consigo trabalhar no computador..."
Diz que o sofrimento foi uma lição de vida.
"Nunca vou deixar de pensar na falta que me faz jogar futebol, râguebi, montar a cavalo ou esquiar, mas aprendi a focar a minha atenção no que sou capaz."

No meio da sua luta, Salvador perdeu um dos grandes pilares da sua vida, o pai, o empresário
Vasco Mendes de Almeida
, que morreu há dois anos num desastre de avião, em Angola. Dele herdou a determinação e a coragem, características que o têm ajudado a não desistir e a ter esperança de voltar a andar.
"Actualmente, a minha condição física está estabilizada, mas faço fisioterapia diariamente, pois é importante o trabalho de manutenção para não piorar. Quem sabe se, um dia mais tarde, com novos progressos na medicina, não poderei voltar a andar..."
Mas Salvador não se deixa obcecar por essa hipótese:
"O que me faz viver é concretizar objectivo após objectivo, viver num mundo melhor e ajudar pessoas que estão na mesma condição que eu a serem integradas na sociedade."


Salvador Mendes de Almeida
Salvador Mendes de Almeida
Nuno Miguel Sousa
Mas há outros sonhos por cumprir:
"Antes de ter o acidente, pensava casar-me e ter filhos, e esse objectivo mantém-se. Outro dos meus sonhos é ter mais tempo para praticar desporto, andar num barco à vela adaptado cujo leme se controla através de um joystick e pedalar uma handbike, uma cadeira que se pedala com os braços."
E por falar em desporto, um dos grandes projectos do fundador da Associação Salvador para 2010 é a criação do primeiro ginásio totalmente acessível em Portugal, que tem abertura prevista para 1 de Maio, no Inatel.


A par desta iniciativa, Salvador criou o portal
, um guia com informação sobre hotéis, restaurantes, praias, jardins e muitos outros locais de lazer preparados para receber pessoas com deficiência motora. Isto porque já sofreu na pele a frustração de se deparar com barreiras inultrapassáveis:
"Uma das coisas que me deixa chateado é combinar um jantar com amigos, ligar para o restaurante e garantirem-me que têm acessibilidades e, depois, quando chego, deparar-me com degraus ou casas de banho não adaptadas. Uma coisa é ser eu a mudar sozinho de restaurante, outra é fazer com que 15 ou 20 pessoas também tenham de mudar..."
Situações que ultrapassa com desportivismo, diz,
"senão, andava sempre a chorar"
. Um exemplo de perseverança ao qual junta um conselho:
"O mais importante é a pessoa aceitar-se, conseguir definir objectivos, saber o que a faz feliz e lutar por isso."




Siga a CARAS no
e no
!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras