Nas Bancas

Novos desenvolvimentos na investigação da morte de Michael Jackson

O médico do cantor, Conrad Murray, foi considerado responsável pela sua morte pela polícia de Los Angeles.

Andreia Guerreiro
11 de janeiro de 2010, 13:28

Há muito que se suspeitava que o médico pessoal de Michael Jackson poderia ter uma parte de responsabilidade na sua morte, mas só agora, depois de concluída a investigação, a polícia de Los Angeles confirmou a suspeita. Assim, segundo a imprensa internacional, espera-se que nas próximas semanas Conrad Murray seja acusado de homicídio involuntário ou homicídio por negligência.


Conrad Murray
Conrad Murray
Reuters
Recorde-se que já passaram cerca de cinco meses desde que as autoridades policiais classificaram de homicídio a morte do rei da
pop
, causada por
overdose
de medicamentos, nomeadamente de Propofol, mas faltava apurar os responsáveis. O médico, já tinha reconhecido que administrou por diversas vezes este anestésico a Michael Jackson, mas que não o fez no dia 25 de Junho, data em que a dose injectada foi fatal.

Estes novos desenvolvimentos vêm confirmar as suspeitas de alguns familiares do intérprete de êxitos com
Thriller
, entre eles a irmã,
LaToya Jackson
, que pedia justiça, enquanto acusava Murray de ser responsável pela morte de Michael.


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras