Nas Bancas

Francisco Menezes

Francisco Menezes

D.R.

A escolha de... Francisco Menezes

Natural do Porto, o autor e intérprete de 'stand-up comedy' prepara-se para voltar a fazer rir no festival de humor 'SolRir', que vai animar Portimão entre 1 e 4 de Janeiro.

Andreia Guerreiro
4 de janeiro de 2010, 15:44

Foi enquanto repórter da Rádio Nova que começou a dar os primeiros passos na área da comunicação, aparecendo depois na televisão com dois programas da sua autoria, Ncromos e O Desterrado, mas foi após a sua participação em Levanta-te e Ri, da SIC, que passou a ser reconhecido.
Há cerca de seis anos, Francisco Menezes, de 36 anos, trocou o Porto, onde nasceu, pela zona de Sintra, onde mora com a mulher e o filho, para se dedicar à sua grande paixão, a stand-up comedy. No início de Janeiro regressa aos palcos no festival de humor SolRir e, simultaneamente, continuará a transmitir a sua alegria e boa disposição enquanto co-apresentador do programa Companhia das Manhãs, da SIC, ao lado da jornalista Rita Ferro Rodrigues.

O disco
"Fleet Foxes"

O álbum de estreia homónimo dos Fleet Foxes. São notórias as influências de Bob Dylan, Neil Young, The Zombies e, incrivelmente, dos Beach Boys. Uma linha pop com sonoridades folk e de rock clássico.

O livro
"Os Maias"

Os Maias, de Eça de Queirós, continua a ser o melhor livro que já li. Quase ao mesmo nível, qualquer obra de Paul Auster, até ao último, Travels in the Scriptorium.

O espectáculo
Festival 'SolRir'

Enquanto o meu Clube de Comédia está em pausa, o festival de humor SolRir, no Portimão Arena, é uma óptima forma de matar saudades dos melhores humoristas ao vivo do País. Recomendo. Principalmente no dia 3, vai lá estar um tipo BESTIAL!!!

O filme
"Funny Boys"

Mais um excelente filme de Judd Apatow, para mim, o Woody Allen dos nossos anos (já que o original parece ter mudado), por todo o ambiente e ritmo que consegue criar à volta de uma comédia de geração.

O destino
Praia e sol
Neste momento, contentava-me com qualquer tipo de praia com muito sol.

O restaurante
Vários
Aos domingos, dia do magnífico cozido do meu querido amigo João Gonçalves, o Q.B., na Quinta da Beloura. Para uma refeição muito sofisticada, o Arola, no Penha Longa Hotel. Em Cascais, para uma mariscada, o Mar do Inferno, e, para a melhor paella do mundo, o Entreáguas, muito simpático e calmo. Em Lisboa, a melhor cervejaria do mundo, o Pinóquio. Para cozinha portuguesa mais tradicional, recomendo o Solar dos Presuntos. E para acabar, para me armar em internacional, o Apsley, em Londres, três estrelas Michelin! Que não é tão caro como isso!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras