Nas Bancas

Filhos de Luiz Ferreira evocam o ourives através dos seus 'bichos'

"Sou fã n.º 1 do meu avô. Admirei-o toda a vida. Tinha um bom- gosto inquestionável e tudo o que o rodeava era bonito." (Cristina Ferreira)

Andreia Guerreiro
1 de janeiro de 2010, 11:31

Treze anos depois da edição de A Arte de Luiz Ferreira, um livro com uma visão transversal da produção do conceituado ourives portuense, o historiador de Arte Gonçalo Vasconcelos e Sousa volta a escrever sobre o legado de Luiz Ferreira, que considera "pioneiro na arte da ourivesaria portuguesa". Escrito a pedido dos filhos do artista, cujo centenário do nascimento se assinalou no ano que agora termina, o novo livro intitula-se Os Bichos de Luiz Ferreira.

Reconhecido internacionalmente, Luiz Ferreira teve como clientes o rei Juan Carlos, o presidente Ronald Reagan, Jacqueline Kennedy Onassis e os duques de Windsor. As suas peças, que hoje fazem parte de colecções espalhadas pelo mundo, foram também vendidas à Dior, Chanel e Tiffany's, e uma delas chegou a presidir à célebre montra da casa Cartier em Londres.

Considerados por Rui Moreira "a expressão máxima de uma obra que foi reconhecida além-fronteiras", os bichos criados por Luiz Ferreira são, também, as peças que mais recordações trazem ao presidente da Associação Comercial do Porto, instituição que patrocinou esta edição. "Os meus pais e os meus avós eram clientes do Luiz Ferreira que, quando estava bem-disposto, me mostrava os seus tesouros. Os bichos são peças muito pictóricas para uma criança. Posteriormente, vim a ter uma relação familiar e mais próxima com ele. O meu filho David [do seu casamento com Cristina Ferreira] foi o único bisneto que o Luiz Ferreira conheceu em vida", lembrou Rui Moreira, que não poupou elogios ao ourives: "Ele pensava em grande, desenhava em grande e mandava fazer. Não tinha tempo a perder."

Emocionada e orgulhosa, Cristina Ferreira falou do avô com carinho: "Sou a fã n.º 1 do meu avô. Admirei-o toda a vida, convivi e aprendi muito com ele. Era uma pessoa com um bom-gosto inquestionável. Tudo o que o rodeava era bonito e espectacular. Tinha muito sentido de humor, era feliz e inspirava segurança."
Quinze anos após a sua morte, Luiz Ferreira foi recordado com admiração por familiares, amigos e clientes que conviveram, directa ou indirectamente, com aquele ilustre portuense, que dedicou a vida à ourivesaria, criando a empresa Luiz Ferreira e Filhos, Lda., a cujos comandos continuam três dos seus seis filhos, David, Maria do Rosário e Benedita Ferreira. "O meu pai era uma pessoa única, sensível e com muita noção de estética. Tudo o que possa dizer é pouco", referiu David Ferreira.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras