Nas Bancas

João e Carolina Mota com o filho, Mateus

João e Carolina Mota com o filho, Mateus

Joaquim Norte de Sousa

Carolina e João Mota já pensam em dar um irmão a Mateus, de um ano e sete meses

"Ser pai é uma experiência mágica." (João Mota)

Andreia Guerreiro
30 de dezembro de 2009, 11:23

Anfitrião orgulhoso, João Mota estava visivelmente feliz com o sucesso do CSI, que, pelo sexto ano consecutivo, se realizou na sua cidade. Portuense e portista "de corpo e alma", o cavaleiro mudou-se há três anos para Melides, na costa alentejana, e é lá que, com a mulher, Carolina Espírito Santo Silva Bravo, quer educar o filho, Mateus, de um ano e sete meses. "Temos um dia-a-dia muito familiar. Saio de manhã cedo para treinar os cavalos e quando o Mateus acorda a Carolina pega nele e vêm ter comigo. Ele ajuda a encher os baldes com água para os cavalos e quer dar-lhes feno, mas como não pode com um fardo, dá só umas palhinhas. Quando acabo de montar, tenho de dar uma volta com ele. E se for pequenina, ele reclama por uma maior", conta, enternecido, João Mota, que não abdica da companhia e apoio da família nas provas em que participa. "Adoro trazer o Mateus comigo e ele também gosta muito, porque nasceu neste ambiente", continua, afirmando que "ser pai é uma experiência mágica".
Bem-disposto e sorridente, Mateus é, diz o pai, "fascinado por animais": "Fizemos-lhe uma miniquinta pedagógica com uma cabra anã, uma porca e uma pónei e ele já deu nomes a todos." Realizado com a paternidade, o cavaleiro não esconde a vontade de repetir a experiência: "Pela Carolina, já tínhamos tido outro filho. Eu adorava ter uma filha, ia apaixonar-me outra vez!"

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras