Nas Bancas

Carla Bruni gosta de ser primeira-dama por estar ao lado de Sarkozy

Três dias depois de aparecer no pequeno ecrã numa entrevista à TF1, Carla Bruni esteve ao lado do marido na festa de Natal do Eliseu, durante a qual distribuíram presentes por 900 crianças.

Melissa Tavanez
28 de dezembro de 2009, 11:27

Imparável, a primeira-dama de França tem mostrado que a sua carreira de cantora não a impede de cumprir com as obrigações de Estado. Depois de ter estado no Grand Journal do Canal+, para cantar um duo com Harry Connick Jr., dias depois Carla Bruni recebeu uma equipa do programa Sept à Huit, da cadeia de televisão TF1, na casa onde vive com Nicolas Sarkozy durante a semana - os fins-de-semana são passados no Palácio do Eliseu -, para uma entrevista em que falou do seu casamento feliz e tranquilo com o presidente francês e, logo três dias depois, foi a estrela da festa de Natal do Eliseu, na qual estiveram 900 crianças, das quais 300 filhas de funcionários do palácio e 600 vindas de instituições de apoio à infância.

Carla Bruni e Nicolas Sarkozy
Carla Bruni e Nicolas Sarkozy
Reuters
Na entrevista à TF1, que teve uma grande audiência, Bruni confessou que gosta do cargo de primeira-dama, mas sobretudo porque o desempenha ao lado do marido.
"Estou melhor com ele do que sozinha, que é algo que nunca imaginei quando era jovem!"

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras