Nas Bancas

Após três anos de namoro, Ricardo Pereira começa a falar em casamento: "Até pode acontecer amanhã"

Depois de três anos de namoro com Francisca Pinto Ribeiro, o actor parece estar cada vez mais seguro deste passo

Andreia Guerreiro
13 de dezembro de 2009, 13:18

A propósito de uma parceria entre Ricardo Pereira e a Companhia do Campo, marca pela qual dá a cara, marcámos encontro com o actor, de 30 anos, num espaço que este ajudou a decorar com peças da loja referida e que considera a sua casa de sonho. O protagonista da novela Perfeito Coração, da SIC, falou de inspirações, de ambientes, mas também da sua relação com Francisca Pinto Ribeiro, a pesquisadora de arte, de 25 anos, com quem tem partilhado a sua vida nos últimos três anos.

- Por que considera esta a sua casa de sonho?
Ricardo Pereira -
Não sou muito convencional, nem na escolha de uma casa, nem na forma como ela deve estar decorada. Acho que deve contemplar diferentes cores, uma mistura de materiais, e papel de parede, que é muito confortável.

Ricardo Pereira
Ricardo Pereira
Mike Sergeant
- Privilegia o conforto ou o estilo?
-
Dou importância às duas coisas. Não me apetece nada ter uma casa com muito estilo que não seja minimamente confortável.


- Gosta de receber amigos em casa?
-
Adoro. Destroem-me a casa toda, o que chega a doer na alma, e pode mesmo ser caótico nos dias em que os amigos homens se juntam para ver futebol. Mas sempre recebi amigos em casa, tem que ver com a minha base familiar. A casa é para receber a família e os amigos, portanto, gosto de ter a casa aberta para eles.


- Já tem o apartamento no Rio de Janeiro que andava à procura?
-
Não, quem me dera! Ainda não encontrei o que pretendia.


- E a casa da Ericeira?
-
Tenho uma casa na Ericeira há muitos anos, embora não seja a dos meus sonhos, que seria 'em cima' do oceano Atlântico, onde pudesse viver e envelhecer.


- Quando compra peças para decorar a casa, fá-lo por impulso? Apaixona-se pelas peças e compra-as logo, ou reflecte muito antes de decidir comprá-las?
-
A primeira coisa que faço é tirar medidas para perceber se as peças cabem em casa, por isso, é tudo pensado antes de ser adquirido. Sou extremamente racional e metódico. Penso no assunto e vejo se fica bem.


Ricardo Pereira
Ricardo Pereira
Mike Sergeant
- É racional em tudo na vida?
-
Em quase tudo.


- Portanto, o casamento será sempre planeado, nunca será fruto de um acto impulsivo?
-
Não, acho que todos os grandes passos da minha vida são extremamente pensados. Obviamente que uma decisão dessas terá de ser muito bem pensada, essa ou a de ter filhos. Obviamente que penso nesse plano, mas tem muito que ver com o momento, com aquilo que nos vai na cabeça e no coração. Eu sou racional, gosto de ser metódico, mas também gosto de deixar esse rigor para viver com base no instinto, na espontaneidade e naquilo que o dia-a-dia nos pode trazer de uma hora para a outra.


- Será um plano para concretizar a curto prazo?
-
Sei lá! Se calhar, até pode acontecer amanhã. Acho que as coisas vão fazendo um percurso normal e depois, quando as coisas têm que acontecer, acontecem.


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras