Nas Bancas

Roman Polanski: Prisão domiciliária em chalé de luxo

O realizador está preso na sua residência, situada na estância de esqui de Gstaad, nos Alpes suíços.

Andreia Guerreiro
5 de dezembro de 2009, 15:16

Depois de passar dois meses num estabelecimento prisional perto de Zurique e de ter pago uma caução de 2,9 milhões de euros, Roman Polanski conseguiu que lhe fosse concedida a oportunidade de ficar em prisão domiciliária. Como tal, o realizador, que foi detido no passado dia 26 de Setembro, já está no seu chalé situado na luxuosa estância de esqui de Gstaad, nos Alpes suíços, enquanto as autoridades suíças decidem se devem ou não aprovar o pedido de extradição apresentado pelos Estados Unidos.

O chalé onde Roman Polanski vai ficar em prisão domiciliária
O chalé onde Roman Polanski vai ficar em prisão domiciliária
Reuters
Considerando que "existe um elevado risco de fuga", o tribunal decidiu que o realizador estará vigiado através de uma pulseira electrónica e chalé estará rodeado de fortes medidas de segurança.

O chalé onde Roman Polanski vai ficar em prisão domiciliária
O chalé onde Roman Polanski vai ficar em prisão domiciliária
Reuters
Recorde-se que Roman Polanski foi detido no aeroporto de Zurique quando se preparava para ser homenageado no Festival de Cinema da cidade. Em causa está uma acusação por abuso sexual de uma menor,
Samantha Geimer
, em 1977. Na altura, o cineasta deixou os Estados Unidos antes da decisão judicial, onde nunca mais regressou a fim de evitar ser preso.


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras