Nas Bancas

Ana de Palmeira

Ana de Palmeira

Catarina Larcher

Ana de Palmeira: "Não deixei de acreditar no amor, mas tenho medo de me apaixonar"

Divorciada há mais de dois anos de José Beleza, de quem tem duas filhas, Maria Inês, de nove anos, e Maria Ana, de sete, a jurista admite que, no que toca ao amor, é de extremos. Por agora, Ana continua solteira e realizada.

Andreia Guerreiro
17 de novembro de 2009, 11:25

Aos 40 anos, Ana de Palmeira diz sentir-se uma mulher realizada. Mãe de Maria Inês e de Maria Ana, de nove e sete anos, e com uma carreira de sucesso, a jurista não ficou presa ao insucesso do seu casamento com José Beleza. Foi durante a festa de aniversário do Twin's, em Lisboa, que Ana partilhou com a CARAS como superou o divórcio e tem vivido esta fase da sua vida: "O divórcio não acaba com a auto-estima e beleza de uma mulher, sobretudo quando há filhos. Quando uma mulher fica com as crianças, a sua vida continua muito preenchida. Não sentimos nem um grande vazio, nem uma grande mudança."
Ainda sem um novo amor na sua vida, a jurista admite que tem receio de começar a gostar de uma nova pessoa: "Não deixei de acreditar no amor e acho que ninguém consegue deixar de acreditar. Tenho medo de me apaixonar. Sou muito cautelosa e, quando me apaixono, tomo medidas muito radicais. Comigo é o tudo ou nada, não sou moderada. Mas estou a sentir-me muito bem com a minha vida."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras