Nas Bancas

Bárbara Guimarães

Bárbara Guimarães

Nuno Miguel Sousa

Primeiro discurso de Bárbara Guimarães como embaixadora nacional da UNICEF

A cerimónia teve lugar na passada terça-feira.

Andreia Guerreiro
12 de novembro de 2009, 12:59
"Depois de tudo o que aqui se evocou nesta cerimónia sobre os grandes objectivos da UNICEF, depois do que aqui vimos sobre a actuação da UNICEF no mundo, compreenderão que eu diga que me sinto muito honrada e esteja muito grata por ter sido convidada para exercer funções de embaixadora do Fundo das Nações Unidas para a infância.
A UNICEF é feita de muitas vontades e de muitas vidas dedicadas a um dos maiores objectivos da Humanidade, que é o de defender e proteger os direitos das crianças. É uma causa com a qual me identifico total e empenhadamente.
A UNICEF está em todos os continentes, ajuda crianças independentemente da raça, da cultura e das convicções religiosas ou políticas das sociedades em que elas nasçam. A presença permanente da UNICEF no terreno permite que se actue rapidamente em situações de emergência prestando ajuda humanitária, salvando vidas, tudo fazendo para garantir os cuidados de saúde, de nutrição e de educação a que todas as crianças têm direito.
Ao procurar generalizar o respeito pelos direitos das crianças, a UNICEF está a contribuir para a construção de um mundo melhor e mais justo.
Eu acredito na capacidade desta organização em pôr em prática, de forma consequente, medidas simples, eficazes, que verdadeiramente produzem resultados.
Tenho, por isso, plena consciência da importância e do significado desta função que agora inicio ao serviço da UNICEF, e para a qual contribuirei com toda a minha vontade, a minha disponibilidade e a minha energia.
No dia 20 de Novembro comemoram-se os vinte anos da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Crianças. Estamos a dez dias dessa data. Esperemos que, mais do que uma efeméride, essa data se torne num momento forte do imperativo para que os direitos das crianças passem cada vez mais do papel para a realidade.
Resta-me agradecer, muito sinceramente, ao comité português para a UNICEF, e sobretudo à Sr.ª Dr.ª Madalena Marçal Grilo, ao Dr. Manuel Pina a confiança que depositaram em mim.
Obrigada!"

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras