Nas Bancas

GALERIA DE IMAGENS: Maria Serra Brandão e Ricardo Aragão Pinto: " É o dia mais feliz das nossas vidas"

Cerca de 300 convidados testemunharam a união do casal na Igreja da Glória, em Estremoz.

Cátia Pinheiro
14 de outubro de 2009, 14:03

Ao fim de um ano de namoro, Maria Serra Brandão e Ricardo Aragão Pinto decidiram que a sua união seria abençoada por Deus. Assim, no passado dia 26, os noivos, ambos de 26 anos, disseram o 'sim' na Igreja da Glória, em Estremoz, perante a família e os amigos.

A cerimónia estava marcada para as 16h e o noivo foi pontualíssimo. Ricardo chegou numa limusina branca, acompanhado pelos seus oito padrinhos e por um largo sorriso que não conseguia esconder o nervosismo. "Nunca fui o género de rapaz que pensava casar-se, até à data em que conheci a Maria. Ela mudou completamente a minha vida", confessou. Já a noiva, cumprindo a tradição, atrasou-se cerca de 35 minutos e chegou, sorridente, pelo braço do pai, Eduardo Serra Brandão. Para este dia, Maria escolheu um vestido Miuska decorado com um girassol, a sua flor favorita, a mesma escolhida para o buquê e também para a decoração da igreja e do local do copo-de-água. "Adorei muitos vestidos que vi, mas assim que o experimentei e olhei para a cara da minha mãe, senti que era este", contou.

Trocados os votos de amor e as alianças que selaram a união, o casal foi saudado à saída da igreja pelos cerca de 300 convidados e partilhou com a CARAS a sua felicidade: "Este é o dia mais feliz das nossas vidas." Ainda um pouco nervoso, Ricardo acabou por confessar que o seu amor por Maria crescera nesse dia: "Fiquei completamente deslumbrado quando a vi entrar na igreja. Não pensei que fosse possível ficar ainda mais apaixonado por ela, mas fiquei. A Maria está linda."

Os noivos quiseram, acima de tudo, reunir os verdadeiros amigos para celebrar este momento único das suas vidas, presenciado também por Marta Aragão Pinto, que não conseguiu esconder a emoção por ver casar-se o seu único irmão: "Mal cheguei aqui, comecei logo a chorar. É uma mistura gigante de sentimentos e emoções. Por um lado, estou muito feliz pelo meu irmão se estar a casar com a Maria, que é uma pessoa fantástica. Eles gostam mesmo um do outro. Nesse aspecto, é um descanso para mim, porque sei que ele está bem entregue. Mas, por outro, tenho pena de os meus pais já não estarem entre nós para testemunhar este dia, mas eu sei que eles estão a ver de qualquer maneira e que devem estar muito felizes."

Como irmã mais velha, a relações-públicas partilhou com Ricardo alguma da sabedoria que o seu pai lhe passou também no dia do seu casamento: "Dei-lhe um conselho, que foi aquele que o meu pai sempre me deu: 'Façam tudo o que tiverem a fazer, sejam felizes, mas nunca se esqueçam de uma coisa: sejam sempre amigos. Porque se forem amigos um do outro, as coisas correm sempre bem.'"A festa prosseguiu numa quinta da família da noiva, perto da igreja, onde ao coquetel de boas-vindas se seguiu o jantar.

Os recém-casados partiram depois em lua-de-mel para Moçambique e África do Sul, onde vão estar durante 16 dias, como Maria nos contou: "O sonho de África era do Ricardo. E eu, que já lá estive e amo África, queria partilhar isso com ele."Maria Serra Brandão, Ricardo Aragão Pinto, feliz, 300 convidados, união, Igreja da Glória, Estremoz, Miuska, CARAS, lua-de-mel, Moçambique, África do Sul

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras