Nas Bancas

Pedro Belo com a mulher, Daniele Leder, e os pais, Ana Ferreira e Carlos Gonçalves

Pedro Belo com a mulher, Daniele Leder, e os pais, Ana Ferreira e Carlos Gonçalves

Victor Freitas

Ana Ferreira orgulhosa dos dotes de pregoeiro do filho, Pedro Belo

"O Pedro sempre foi muito engraçado e espirituoso, e a verdade é que tem muito jeito para pregoeiro." (Ana)

Melissa Tavanez
12 de outubro de 2009, 13:27

Presenças assíduas nos eventos que consideram de maior relevância, Ana Ferreira e Carlos Gonçalves estiveram no jantar de beneficência da La Roche Posay, no qual foram leiloadas 18 jóias com o objectivo de angariar fundos para o desenvolvimento do programa de tratamento de crianças queimadas do Hospital Dona Estefânia. Além do cariz solidário, o casal quis também testemunhar o desempenho de Pedro Belo, enquanto pregoeiro do leilão, que mostrou humor e simpatia mais do que suficientes par pôr a maioria dos convidados a licitar. "O Pedro é dono de uma empresa de leilões e de vez em quando convidam-no para este tipo de coisas. Não sei muito bem onde é que ele foi buscar esta vocação, mas sempre foi muito engraçado e espirituoso, e a verdade é que tem muito jeito, muita graça, e sabe dar a volta às coisas. Correu muito bem. Sempre que posso ajudar os outros, gosto de estar presente, mas claro que esta noite teve um sabor especial", [risos] explicou Ana Ferreira, orgulhosa.
Formado em engenharia e gestão automóvel, Pedro contou à CARAS como surgiu esta paixão e revelou que é em casa, junto da filha, Lua, de três anos, fruto do seu casamento com Daniele Leder, que mais se diverte a brincar aos leilões: "Fiz a minha formação em Inglaterra e desde então que acompanho leilões de automóveis, aviões e arte. De há dez anos para cá, tenho tentado dinamizar os leilões em Portugal e há cinco criei a minha própria empresa. Este género de leilões, de cariz solidário, são sempre mais especiais, porque ajudamos os outros. O segredo é conquistar a plateia e estar à vontade com centenas de pessoas à nossa frente. Não diria que é um dom, mas é uma arte que tenho vindo a apurar ao longo dos anos. A minha filha adora quando brinco com ela aos leilões. Inclusivamente, já assistiu a alguns, e a verdade é que correm sempre melhor quando ela está presente. Acho que me dá sorte. Hoje já não eram horas para vir, mas acabou por correr bem também."
No final, os mais de três mil euros angariados deixaram todos os participantes satisfeitos, em especial o pregoeiro e a respectiva família.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras