Nas Bancas

Diana Pereira, a dois meses de ser mãe de novo: "Não pensamos ficar por aqui"

Aos sete meses de gravidez e à espera de um rapaz cujo nome não está escolhido, a modelo, de 26 anos, revela que ela e o marido, o piloto Tiago Monteiro, planeiam dar mais irmãos a Mel, que tem agora um ano e meio.

Melissa Tavanez
10 de outubro de 2009, 11:41

Faltam apenas dois meses para ser mãe pela segunda vez, agora de um rapaz, mas nem por isso Diana Pereira pensa parar de trabalhar. Numa entrevista intimista, a modelo, de 26 anos, revela um pouco do que será o futuro da família, bem como dos planos que ela e o marido, o piloto Tiago Monteiro, têm de ir viver para os Estados Unidos com a filha Mel, de um ano e meio.

- Uma nova gravidez tão perto da primeira não deverá trazer grandes novidades...
Diana Pereira - A grande novidade desta vez é mesmo o sexo do bebé. Mas há algumas diferenças. Da primeira vez enjoei bastante, sobretudo até aos cinco meses, e tive quase todos os sintomas que se diz que as grávidas podem ter. Desta vez não enjoei praticamente nada e não tenho sintomas de grávida. Tem sido tudo muito tranquilo.

- Com a Mel tão pequenina, tem sido complicado gerir tudo?
- Claro que não descanso tanto quanto pude fazer na primeira gravidez, pois a Mel pede muita atenção e está sempre comigo, mas foi uma opção e, por mim, teria ficado grávida ainda mais cedo, para que eles tivessem uma diferença de idades ainda menor. Mas está bem assim.

- É uma mãe jovem...
- Sinto-me muito bem. Tenho pena que pessoas da minha idade não tenham, por vezes, possibilidade de o fazer. Eu sinto-me mesmo muito bem... Daqui a pouco os meus filhos estarão crescidos e vou ser independente outra vez. [risos] Quando eles forem independentes, eu ainda vou estar numa idade fantástica para 'curtir', viajar, ir com o Tiago para todo o lado sem ter que pensar em fraldas... E espero por aquele momento em que me vão pedir para ir com eles à discoteca, porque foi algo que tive oportunidade de fazer com os meus pais.

- A Mel já percebe que vai ter um irmão?
- A Mel ainda não entende completamente o que se passa, é muito pequena, mas acha piada ao que lhe dizemos. Se lhe perguntam onde está o mano, corre logo em direcção à minha barriga.

- Ela tem cada vez mais uma personalidade mais vincada...
- Está superengraçada. E tem mesmo o meu feitio: é decidida, gosta das coisas à maneira dela e tenta sempre enfrentar-nos. É o máximo. Tentamos controlar um pouco as coisas e educá-la da melhor maneira, somos até um bocadinho rígidos, mas é engraçado ela lutar contra isso e querer fazer as coisas à sua maneira.

- O Tiago tem acompanhado esta gravidez?
- Sim, conforme pode, claro, porque tem cada vez mais projectos. Tem as corridas da Seat, a Ocean, esteve em três campeonatos este ano e não tem tido tanto tempo para estar connosco. Mas é bom, porque tudo vai correndo muito bem.

Diana Pereira
Diana Pereira
João Lemos

- E, de qualquer forma, vocês parecem gostar desse estilo de vida um pouco nómada...
- Já não sabemos viver de outra maneira. Todas as semanas fazemos malas, desfazemos malas, viajamos, enfim... Nos poucos momentos em que acalmo o ritmo de vida, sinto-me muito estranha.

- Aos sete meses de gravidez ainda aceita trabalhos...
- Sim. Continuo a fotografar, a fazer desfiles, a um ritmo mais calmo, porque acho que não devo abusar, mas felizmente a gravidez não me tem impedido de trabalhar, e espero que continue assim.

- Até quando? Até ao fim?
- [risos] Sim. Não tenciono parar. Acabei de fotografar para o catálogo da nova colecção da Decenio, ainda vou fotografar para a Oriflame. Vou continuar até não poder mesmo.

- Desta vez o bebé vai nascer numa altura propícia para ambos, já que coincide com o final das corridas do Tiago...
- Não sei... O bebé vai nascer muito perto da última corrida do Tiago, em Macau, que é muito longe. Ainda por cima, estamos a mudar de casa, o que complica mais as coisas... Mas tudo se há-de arranjar.

- Ainda fica ansiosa com o momento do parto?
- Não. Estou muito descontraí­da com isso. Se tudo acontecer como foi com a Mel, vai ser fantástico. A única ansiedade que tenho é vê-lo cá fora. Fico mais curiosa em ver a cara dele, porque desta vez já sei o sexo. E estou louca para ver como a Mel vai reagir quando vir o irmão.

- Ficaram contentes quando souberam que ia ser rapaz?
- Ficámos contentes. Se bem que era um pouco indiferente, porque não queremos ficar por aqui... Se não fosse desta vez, seria para a próxima. Aumentar a família é sempre bom, quanto mais pessoas à mesa para jantar, melhor.

- A este ritmo, em breve terá o próximo a caminho...
- [risos] Não. Senão, não posso fazer nada. E queremos concentrar-nos um pouco neles os dois.

Diana Pereira
Diana Pereira
João Lemos

- Será talvez uma pergunta cliché, mas sente que encontrou a pessoa certa?
- Sem dúvida. Nunca se sabe o dia de amanhã, mas eu e o Tiago estamos muito bem um com o outro e um para o outro. Somos muito parecidos, o que facilita bastante, e complementamo-nos, tanto quanto nos apoiamos. Não havia outra pessoa para estar ao meu lado, o Tiago é mesmo a minha alma gémea.

- Há pouco falou em mudar de casa, mas sei que têm planos para viver fora do País...
- Queremos fazer isso. O Tiago sempre viveu fora, eu também vivi muito tempo no estrangeiro, e claro que adoramos estar com a nossa família, mas ao mesmo tempo podemos viver em qualquer lado. E eu já sinto necessidade de estar fora, de viver noutro sítio, de estar com pessoas diferentes.

- E já pensaram no destino?
- Estados Unidos. Temos uma grande atracção pelo país e o meio desportivo lá é muito bom. O Tiago já correu lá e o ambiente é fantástico, por isso, por que não?

- É um projecto a curto prazo?
- É uma questão de oportunidade. Se me disserem amanhã que tenho uma oportunidade óptima de ir para fora, largo tudo e vou. Se não aparecer, vamos esperar.

- Sente que ter dois filhos em tão pouco tempo prejudicou os vossos sonhos ou, mais particularmente, a sua carreira?
- Não, de maneira alguma. Ainda por mais numa fase tão má em que toda a gente se queixa de haver pouco trabalho. [risos]

- Já têm nome para o bebé?
- Não, desta vez não. Com a Mel não sabíamos o sexo, mas já tínhamos dois nomes pensados. Agora acho que vamos mesmo esperar até ao nascimento.

- Pensa muito no que poderá fazer após o nascimento do vosso segundo filho, no que poderá acontecer à sua carreira?
- Tenho muitas saudades de voltar a correr no desporto automóvel. Porque foi uma paixão que quase abandonei... Espero conseguir voltar.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras