Nas Bancas

Michael Jackson

Michael Jackson

Reuters

Autópsia revela que Michael Jackson era saudável para a idade

Os órgãos vitais estavam estáveis, mas o cantor sofria de pequenos problemas de saúde.

Melissa Tavanez
3 de outubro de 2009, 16:15

Mais de três meses após a morte do 'Rei da Pop', continuam a surgir novos pormenores sobre o caso. A autópsia realizada a Michael Jackson revela que o cantor era saudável para a sua idade - 50 anos -, tinha os órgãos vitais normais e apresentava um coração forte, até ter morrido vítima de overdose de sedativos. Tudo isto contraria as informações que davam conta que o artista teria a saúde debilitada.
Apesar do estado físico estável, segundo o mesmo documento, o cantor sofria, no entanto, de artrite nas mãos e na parte inferior da coluna, bem como de uma inflamação crónica nos pulmões. De acordo com a autópsia, Michael Jackson tinha também algumas cicatrizes atrás das orelhas e do nariz, provavelmente fruto das intervenções cirúrgicas a que se submeteu, tatuagens nos lábios e nas sobrancelhas, marcas de injecções nos braços e sofria de despigmentação na pele do peito e dos braços, assim como de falta de algum cabelo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras