Nas Bancas

Guitarrista italiano seduz convidados ilustres em concerto intimista e único

"Foi um privilégio assistir a este concerto." (Marina Arnoso)

Melissa Tavanez
2 de outubro de 2009, 12:25

O convite feito por Ana Cristina Nasi era aliciante: ouvir, pela primeira vez em Portugal, o guitarrista de renome italiano Maurizio Colonna, num ambiente intimista e reservado a amigos, no final de um dia de trabalho. Como tal, poucos resistiram a tal 'tentação' e muitos foram aqueles que apareceram na Casa do Alentejo, na Rua das Portas de Santo Antão, em Lisboa, por volta das 19h de um dia de semana, para um concerto único. Praticamente nenhum dos convidados conhecia o artista ou sequer o espaço, o que tornou ainda maior a surpresa, como foi o caso de Mercedes Balsemão, cujas expectativas foram suplantadas, como confirmou à CARAS: "Este é o meu género de programa. Um concerto assim, mais intimista, ao som de uma guitarra, ao fim da tarde, é o programa ideal. Foi a primeira vez que ouvi este artista e também não conhecia a Casa do Alentejo e ambos foram uma boa surpresa." A presidente da SIC Esperança referiu ainda que "esta foi também uma boa oportunidade para conviver com alguns amigos", pelo que resultou no "final de tarde ideal". Da mesma opinião foi o marido, Francisco Pinto Balsemão, que se deixou conquistar pela guitarra de Maurizio Colonna: "É um privilégio ver um concerto destes num sítio como este. É óptimo e no fim do dia sabe lindamente. Foi a primeira vez que ouvi este artista, mas espero vir a ouvir mais vezes."

O guitarrista durante o espectáculo
O guitarrista durante o espectáculo
Victor Freitas

A ideia de organizar este showcase partiu da anfitriã e do marido, Carlo Nasi, manager do artista, que quiseram partilhar com os amigos e algumas pessoas do mundo da música o novo projecto do guitarrista, Rock Waves - Electric Dreams of a Classical Guitar Player. Ana Cristina Nasi explicou à CARAS que este era "um dia muito especial", por várias razões: "Valeu bastante a pena o esforço. O feedback foi superpositivo. O público adorou o artista e pediu-me que voltasse a trazê-lo a Portugal. Não poderia ter corrido melhor. Foi um dia fantástico, um óptimo presente de aniversário, visto que a data coincidiu com o meu aniversário."

Isabel Pereira Coutinho e Mercedes Balsemão
Isabel Pereira Coutinho e Mercedes Balsemão
Victor Freitas

Em plena campanha eleitoral para as autárquicas, Pedro Santana Lopes também aceitou o convite do casal e passou pela Casa do Alentejo: "Garantiram-me um grande espectáculo de um grande artista. Não me enganaram. Foi muito bom. Esta foi também uma boa oportunidade para estar com alguns dos meus amigos e foi, sobretudo, uma boa ocasião para intervalar a campanha, mas só durante cerca de meia hora." Questionado sobre a ausência da namorada, Célia Gomes da Silva, justificou: "Vim aqui a correr, é natural que tenha vindo sozinho. É uma opção minha aparecer tão discretamente quanto possível. Aliás, hoje em dia a minha companhia mais habitual é a minha filha." O candidato à Câmara Municipal de Lisboa aproveitou a ocasião para dizer que está "confiante" em relação à sua campanha, uma vez que "a receptividade das pessoas tem sido cada vez maior". Além de amigos, Santana Lopes encontrou também a ex-namorada Catarina Flores e o filho desta, Pedro, com quem revelou manter óptimas relações: "Somos muito amigos. Eu e a Catarina, os meus e os filhos dela. Damo-nos todos muito bem. Continuamos a fazer programas em conjunto."

Paulo Gonzo à conversa com Francisco Pinto Balsemão
Paulo Gonzo à conversa com Francisco Pinto Balsemão
Victor Freitas

A empresária, por seu lado, estava muito agradada com a actuação do guitarrista e explicou que tinha levado consigo o filho por este ser um grande apreciador de música: "Achei que o meu filho ia adorar, por isso trouxe-o comigo. Ele gosta imenso de música e até toca guitarra. Em relação ao guitarrista, achei-o fabuloso. Ele 'enche' a música sozinho. Deve ser muito difícil tocar sozinho, com uma guitarra, canções tocadas por bandas inteiras e com muito orquestração... Sinto-me, sem dúvida, uma privilegiada por estar aqui hoje, neste sítio que também não conhecia. Gostei muito." O espectáculo durou cerca de 50 minutos e o guitarrista foi aplaudido de pé pelos convidados, entre eles Marina Arnoso, que também se tornou fã: "Fiquei muito surpreendida com o Maurizio Colonna. É um artista fantástico. Foi um privilégio assistir ao concerto neste sítio magnífico."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras