Nas Bancas

Roman Polanski

Roman Polanski

Reuters

Roman Polanski preso na Suíça a mando dos Estados Unidos

Na origem desta detenção está um mandado de captura emitido pela justiça norte-americana em 1978, depois do realizador ter sido acusado de ter sexo com uma menor.

Andreia Guerreiro
27 de setembro de 2009, 15:31

Roman Polanski viajou até à Suíça para receber um prémio carreira atribuído pela organização do Festival de Cinema de Zurique, mas a deslocação acabou por ficar marcada por um episódio inesperado. Ao que tudo indica, pouco depois de ter chegado à cidade, o realizador, de 76 anos, foi preso pelas autoridades locais, a mando dos Estados Unidos. Apesar da polícia não ter confirmado a informação, esta foi revelada pela organização da mostra cinematográfica e na origem da detenção estará um mandado de captura emitido pela justiça norte-americana em 1978, por Polanski alegadamente ter tido relações sexuais com uma menor. Na altura em que processo decorreu, o cineasta arriscava uma pena de prisão perpétua, mas fugiu para França antes da decisão judicial. Desde então, os Estados retiraram-lhe o visto e há cerca de 30 anos que não viaja para o país para não ser preso.
De salientar que Roman Polanski foi acusado oferecer álcool e drogas à menor, durante uma sessão fotográfica em casa do actor Jack Nicholson, mas sempre tentou que o processo fosse arquivado, defendendo que estava inocente, uma vez que a relação foi consentida pela jovem.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras