Nas Bancas

John Travolta vai testemunhar num julgamento relacionado com a morte do filho

Um paramédico e um senador das Bahamas são acusados de tentar extorquir o actor.

Melissa Tavanez
20 de setembro de 2009, 15:21

Pouco depois da morte do filho, Jett, de 16 anos, a dia 2 de Janeiro deste ano, John Travolta, de 55 anos, apresentou uma queixa contra Tarino Lightbourn, o primeiro paramédico a chegar ao local, bem como contra o senador das Bahamas Pleasent Bridgewater. Ao que tudo indica, ambos terão conspirado para tentar extorquir dinheiro ao artista através de um documento relativo à saúde de Jett e o actor terá agora de testemunhar contra os dois homens, que se declaram inocentes.

John Travolta e Kelly Preston com os filhos, Ella Bleu e Jett
John Travolta e Kelly Preston com os filhos, Ella Bleu e Jett
Reuters
O julgamento deverá começar na próxima semana em Nassau, nas Bahamas, local onde John Tavolta e a família se encontravam de férias na altura em que o filho do actor morreu na sequência de uma convulsão.


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras