Nas Bancas

Inês Santos fala sobre o seu noivado com o músico brasileiro Junior Meirelles

"Desde o primeiro momento que sei que é isto que quero, não é mais um namorico"

Andreia Guerreiro
13 de setembro de 2009, 17:34
Inês Santos
, de 30 anos, estava em palco.
Junior Meirelles
, músico brasileiro, de 35, foi ver o espectáculo e gostou de imediato da cantora portuguesa. Nessa mesma noite, Inês foi ouvi-lo tocar e soube logo que aquele homem, com rastas no cabelo e ar de rapaz, ia ser alguém especial na sua vida. Pouco tempo depois já namoravam.

Entre Portugal e o Brasil, o namoro foi ganhando consistência e a distância nunca colocou em causa os seus sentimentos e a vontade de construírem uma vida a dois. Hoje, já estão noivos. Usam duas alianças iguais, como manda a tradição no Brasil, e a cantora usa ainda um anel de noivado, como ditam as regras em Portugal. Como Inês diz,
"connosco é tudo a dobrar"
. Mas não é só na vida sentimental que o músico, que toca com
Ney Matogrosso
, e a artista estão unidos. A finalizarem a gravação do disco
Meu Samba, Teu Fado
, o casal já se prepara para apresentar o primeiro espectáculo deste projecto dia 19 de Setembro, no Faial.

Aproveitando uma escapadela romântica até Montargil, a CARAS falou com os noivos sobre este romance, que avança ao ritmo do samba e do fado.


- Usa dois anéis de compromisso. Como é que aconteceu o pedido de noivado?
Inês -
Aconteceu de maneira muito formal e como manda a tradição. Usamos duas alianças iguais e eu ainda tenho o tradicional anel de noivado.


- Para si, é importante estar a viver todas as etapas de uma relação? Namoro, noivado, casamento...
-
Nunca tinha pensado seriamente em casar-me. Claro que sempre quis estar ao lado de uma pessoa que me fizesse sentir tranquila, completa, amada, alguém que me fizesse engrandecer enquanto ser humano. Mas nunca pensei em casar-me pela Igreja, com um vestido branco... Mas desde que conheci o Junior, tenho vontade de me casar e que tudo seja como é habitualmente nos sonhos. Ele é uma pessoa muito especial. É muito dedicado e dá-me muito mimo e sei que ele também quer fazer as coisas como deve ser.


- E já sabem como vai ser o casamento?
-
Já sabemos que vamos ter duas cerimónias. A oficial vai ser em Portugal e, depois, queremos fazer também uma festa no Brasil, com toda a pompa e circunstância, para podermos celebrar esta união com os amigos do Junior. Mas ainda não temos data. Em princípio casamo-nos para o ano e pelo civil.


Inês Santos e Junior Meirelles
Inês Santos e Junior Meirelles
João Lima
- Nunca questionou a viabilidade deste romance, uma vez que têm um oceano entre vocês?
-
Por acaso, não. Já não temos vinte anos e desde o primeiro momento que senti que isto era uma coisa muito especial. E temos feito um esforço para que as coisas resultem. Este ano tem sido difícil, porque temos feito um grande investimento financeiro para estarmos um com o outro e temos abdicado um pouco da nossa vida profissional, para termos tempo um para o outro. Mas é um ano de investimento em nós. E por tudo isto nunca questionei a nossa relação. Desde o primeiro momento que sei que é isto que quero, não é mais um namorico.


- Como é que o Junior foi recebido pela família e amigos da Inês?
Junior -
Fui muito bem recebido pela família da Inês e pelos amigos dela. E já estamos a fazer novos amigos cá. Os portugueses são um bocadinho mais fechados, mas penso que isso é bom.


- O que têm aprendido um com o outro?
-
Com a Inês ganhei mais a noção de ter os pés bem assentes no chão. Aprendi a olhar para a frente e a dizer 'calma'. Tenho mais discernimento para fazer as coisas. E penso que a Inês aprendeu a 'tirar o pé do chão' e a viver o momento. Acho que lhe dei um pouco do meu Carnaval. Trocámos. Eu não sou um louco, nem propriamente uma pessoa responsável, mas agora penso mais no futuro.

Inês -
Eu aprendi a aligeirar as coisas. Vivo sozinha desde muito cedo, e tive logo de tratar das minhas coisas, das minhas contas... E isso deu-me uma seriedade muito precoce. Agora sei que também é importante viver o 'deixar rolar'. Aprendemos muito um com o outro.


Inês Santos e Junior Meirelles
Inês Santos e Junior Meirelles
João Lima
- Actualmente, estão a trabalhar juntos no Meu Samba, Teu Fado. Como tem corrido esta experiência?
Junior -
Tem sido uma experiência muito engraçada. Rimo-nos muito os dois. Trabalhar com a Inês torna a nossa relação em algo
full time
. Trazemos o trabalho para casa. Sempre fui contra trabalhar com a namorada, mas está a ser muito bom. Procuramos sempre entender o outro, respeitar as diferentes ideias.


- E não tem atrapalhado a vossa relação?
-
Não. Até nos tem permitido conhecermo-nos melhor.


- Já sabem onde é que vão viver depois de se casarem?
Inês -
Se as coisas, a nível profissional, começarem a correr bem por cá, ficamos. Se virmos que nada acontece, então eu vou para o Brasil, porque ele tem todo o direito de apostar na sua carreira lá. Felizmente o Junior disponibilizou-se para deixar família e amigos e vir para cá. Foi uma grande prova de amor. Imensa! E se temos a vontade de dar estas provas de amor, as coisas vão funcionar. De uma maneira ou de outra.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras