Nas Bancas

Gonçalo Diniz serve monólogo como sobremesa num jantar na Comporta

"Não me senti nervoso, mas sim cheio de adrenalina e com um grande sentido de responsabilidade, pois são muitas personagens e o texto é longo." (Gonçalo)

Melissa Tavanez
10 de setembro de 2009, 10:36

Quem jantou na noite do último dia 19 no restaurante Museu do Arroz, na Comporta, terminou a refeição com uma sobremesa original e pouco calórica, mas cheia de energia. Um "doce" preparado por Gonçalo Diniz, que ali estreou o seu novo espectáculo, o monólogo Como me Tornei Estúpido, de Martin Page. Após o jantar, o actor vagueou por entre as mesas em vários papéis deste texto satírico que faz o elogio da estupidez, peça com que participará em Novembro no Festival Internacional de Angra dos Reis, no Brasil. "São muitas personagens e o texto é longo, mas estava na altura de ter um projecto meu em que não dependesse de mais ninguém", explicou o actor, antes da estreia.

Gonçalo Diniz durante a apresentação do espectáculo
Gonçalo Diniz durante a apresentação do espectáculo
Paulo Jorge Figueiredo
A anfitriã da noite,
Isabel Carvalho
, soube da peça através de um e-mail enviado pelo actor e ligou-lhe de imediato a propor-lhe que a apresentasse no seu restaurante.
"Criou-se entre nós uma simbiose perfeita e dei-lhe logo uma data de estreia. Nestas coisas, não se pode perder o ânimo do começo. E correu muito bem!
", declarou Isabel à CARAS.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras