Nas Bancas

Aos 42 anos, Patrícia Gallo vive uma fase feliz e serena junto das filhas

A jornalista aproveita todos os momentos disponíveis para estar com as filhas, Madalena e Maria Francisca, assim como com a afilhada, Constança.

Melissa Tavanez
2 de setembro de 2009, 11:27

Cada vez mais habituada a conciliar o papel de mãe com o de profissional, tarefa nem sempre fácil, Patrícia Gallo, de 42 anos, não dispensa uns dias de férias com as filhas, Maria Francisca e Madalena, de dez e sete anos, respectivamente. Este ano, juntou-se-lhes ainda a afilhada, Constança, de seis anos, para uma estada no Pine Cliffs Resort & Sheraton Algarve Hotel. Foi aqui que a CARAS as encontrou e a jornalista da RTP nos confessou que é junto das crianças que se sente realmente feliz e completa. Nesta conversa, Patrícia falou-nos ainda da óptima relação que mantém com o ex-marido, André Romano Colaço -, de quem está divorciada há quatro anos -, mas sempre sem desenvolver demasiado, até porque não gosta de se alongar sobre a sua vida pessoal.

- Faz questão de ter sempre uns dias de férias totalmente dedicados às crianças?
Patrícia Gallo -
Com a Constança, esta é a primeira vez, mas com as minhas filhas fazemos sempre férias mais sossegadas, isoladas e com tempo só para nós. E adoramos. [risos]

- Apesar de elas já não serem crianças pequeninas, tem de estar muito atenta. Não é complicado estar sozinha com três meninas a seu cargo?
-
Elas fazem algumas tropelias, mas de uma forma geral portam-se bem e são óptima companhia. Fazemos uma vida fantástica e consigo descansar bastante, pois deitamo-nos e levantamo-nos cedo, vamos para a praia e piscina, fazemos imensos passeios... é realmente muito bom.

- O facto de estar divorciada faz com que tenha de dedicar mais tempo às suas filhas...
-
Sim, mas o André é um óptimo pai, e, apesar de viver em Luanda, quando cá está ajuda e colabora imenso. Dividimos tudo muito bem e temos uma relação extraordinária. Quando ele não está, obviamente que estou mais com elas. E tenho a ajuda de uma empregada, pois não tenho outra forma de conciliar os horários complicados que tenho com os delas. Mas sou muito organizada e consigo organizar muito bem o meu tempo e horários de trabalho com as actividades e a escola delas.

Patrícia Gallo com as filhas e a afilhada
Patrícia Gallo com as filhas e a afilhada
Nuno Miguel sousa
- A Maria Francisca e a Madalena já estão, de certa forma, a perder a sua 'meninice'...
-
É verdade, a Maria já acha que é pré-adolescente, que é muito crescida, que a irmã é muito pequena ao pé dela... E acha que já sabe muitas coisas. Estes dias que temos estado juntas, está sempre a chamar a atenção às mais novas. [risos] É uma fase que julgo um pouco complicada, mas que vou tentando gerir da melhor maneira. Às vezes digo que se houvesse um curso para se ser mãe, seria a primeira a inscrever-me. [risos] Como não há, vou gerindo tudo com sensibilidade, amor, carinho e diálogo. E não me posso queixar... Elas são óptimas alunas, tratam da vida escolar sozinhas, até porque durante a semana estou pouco presente, e conseguem dar conta das tarefas delas. São muito responsáveis.


- E consegue ter tempo algum só para si?
-
Às vezes gostaria de ter, mas ou estou a trabalhar ou estou com elas. Por vezes faço programas com amigos, mas é muito raro. Mas gosto muito da companhia delas, e fazemos muitos programas juntas. Planeamos os fins-de-semana de acordo com as coisas de que elas gostam, com o que nos apetece fazer, e por isso elas acabam por ser uma grande companhia.


- Deve até ser complicado arranjar disponibilidade para refazer a sua vida amorosa...
-
[risos] Não gosto de falar dessas coisas... Neste momento diria que estou numa fase muito tranquila e serena. Estou muito satisfeita com o meu trabalho, muito satisfeita com a minha vida, com as minhas filhas, e sinto-me muito preenchida. Nunca fiz muitos projectos para o futuro, a nível nenhum. As coisas vão acontecendo e vou-as agarrando e vivendo conforme surgem, naturalmente.


- A vida também se torna mais saborosa assim, sem planos...
-
Sem dúvida alguma. Sabe bem viver a vida assim. Sou organizada nas obrigações que tenho, mas depois há coisas que é tão bom não terem de ser planeadas!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras