Nas Bancas

Carmen Dolores e Raul Solnado

Carmen Dolores e Raul Solnado

Arquivo Impresa

Edição especial Raul Solnado - A Casa do Artista

Com o amigo e colega Armando Cortez cumpriu um sonho de 40 anos.

Melissa Tavanez
18 de agosto de 2009, 15:29

Em 1959, o actor trazia do Brasil o sonho de construir em Portugal um espaço de apoio aos artistas. O equivalente ao Retiro dos Artistas, como era chamado em terras brasileiras. Um sonho que demorou 40 anos a concretizar, mas do qual nunca desistiu. Em 11 de Setembro de 1999 o actor inaugurava finalmente a Casa do Artista. Um projecto para o qual contou com o forte apoio de Armando Cortez, que foi o primeiro presidente da associação de apoio aos artistas. Em 2000, os dois amigos e actores receberam o Globo de Ouro de Mérito e Excelência, que distinguiu o projecto Casa do Artista. Antes de morrer, Cortez pediu a Solnado para assumir a presidência, e este não conseguiu dizer que não. No final de 2007, foi o próprio Solnado, cuja saúde se fragilizava, a pedir a outro amigo, e também sócio-fundador da Casa, António Parente, que o substituísse. Ainda assim, e até à sua morte, o actor nunca se afastou do sonho que havia tornado realidade.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras