Nas Bancas

Helga Barroso e Luís Evaristo: "O amor não se tem, constrói-se, é esse o caminho que nós trilhamos"

Em plena actividade no Algarve, animando as noites de Portimão, o casal faz o balanço de quatro anos de casamento, fala do projecto de ter filhos e até relembra os tempos de Helga como bailarina.

Melissa Tavanez
10 de agosto de 2009, 18:52

Para muitos, pode ser difícil conciliar o trabalho com o casamento, mas não o é para Luís Evaristo e Helga Barroso, que trabalham juntos há cerca de 11 anos e estão casados há quatro. E quem olha para eles tem a sensação de que ainda vivem em clima de lua-de-mel. O segredo, dizem, está "na honestidade e compreensão" e em saber aliar o amor à vida profissional, nomeadamente na gestão do Sasha Beach, em Portimão, ou na do Lollipop, em Lisboa. Foi precisamente no areal da praia da Rocha, que a CARAS esteve à conversa com o casal.

- Esta vai ser a última edição do Sasha Summer Sessions. Por que decidiram acabar com o projecto ao fim de quatro anos?
Luís Evaristo - Em 2007, após uma primeira edição-piloto (2006), o município de Portimão contratou três edições... Missão cumprida! Esta vai ser a última edição Sasha Summer Sessions neste formato. A decisão foi tomada em 2007, no dia em que se celebrou esta parceria.

- Vai ser um adeus doloroso?
Helga Barroso - Muito. Mas tenho fé que será um até já e não um adeus. Vamos ver o que nos reserva este Inverno, porque há ideias e projectos na forja.

- Foram também três anos (com este, quatro) a trabalharem lado a lado... É fácil trabalharem e viverem juntos?
- É bem simples quando é isso que desejamos. A admiração profissional que sentimos um pelo outro é bastante importante para funcionarmos em equipa.
Luís - Não há forma de não levar o trabalho para casa, isso é impossível, mas como ambos gostamos do que fazemos, torna-se mais fácil.
Helga - Mas temos, para lá dos projectos em comum, alguns projectos independentes um do outro. Como é algo que acontece há muito tempo, acho que já não sabemos o que é uma coisa sem a outra.

- Mas não receiam um eventual desgaste da relação?
- Pode ser um problema se não tivermos cuidado. Continuamos a namorar, fazemos programas juntos como qualquer casal: vamos ao cinema, a jantares...
Luís - Acho que até melhora. Pelo menos temos a percepção real do que nos apoquenta. O bom nisto é, por exemplo, se a Helga tem um problema qualquer no trabalho, já sei que nesse dia precisa de mais mimos, e vice-versa.

- Passam 24 horas juntos. Como fazem para não se 'cansarem' um do outro e manterem a 'chama' acesa?
Helga - Com honestidade e compreensão, acima de tudo. Ambos temos os nossos momentos, em que estamos sozinhos. Não é nada assim de 24 horas sobre 24 horas. Temos os nossos momentos, mas, acima de tudo, acho que é o amor. É isso que nos mantém juntos quando estamos tristes.
Luís - Nós procuramos não cair em rotinas. O amor é alimentado em pequenos gestos do dia-a-dia. Seja num passeio à beira-mar, que fazemos muito, ou numa saída à noite. O amor não se tem, constrói-se, e é esse o caminho que trilhamos.

- Ainda estão apaixonados um pelo outro ou, por vezes, esquecem-se disso?
Helga - Estamos sempre perto um do outro para lembrar.
Luís - Nunca nos esquecemos disso, apesar de, como toda a gente, termos momentos menos bons. É um amor cada vez mais à prova de bala.

Helga Barroso e Luís Evaristo
Helga Barroso e Luís Evaristo
António Bernardo

- Um balanço de casamento muito positivo, então...
Helga - Muito. Na balança do que tem sido este casamento até à data, o que nos trouxe de bom supera largamente o menos bom. Daí continuarmos juntos.
Luís - O casamento não é um mar de rosas, mas a prova de vitalidade é que está aqui com tudo o que tinha no primeiro momento.

- Sempre disseram que queriam ter filhos. Essa vontade mantém-se?- Claro, hoje e sempre.- E já sabem quando?
Helga - É um dos nossos projectos a dois que lhe posso revelar, embora a data não esteja já definida. Mas não deve tardar muito...

- Estão à espera do momento certo?
- Primeiro quisemos dar algum tempo um ao outro e namorar já casados. Agora sim, é tempo de aumentar a família. Quisemos aproveitar para levar a cabo projectos e para fazermos algumas coisas que não são compatíveis com filhos. Viajámos, namorámos e dedicámos tempo ao crescimento do Sasha, que foi o nosso primeiro filho.

- Depois do Sasha, vão continuar a trabalhar juntos?
Luís - Respondes tu, Helga?
Helga - Se eu respondesse a esta pergunta, estava a revelar muito do que já temos previsto para este e para o próximo ano. Respondo em Setembro, combinado?

- Trabalham sobretudo no Verão...
Luís - Era bom só trabalhar no Verão... Essa é a parte visível do projecto até agora, que é o evento Sasha Summer Sessions. A preparação deste evento demora meio ano em full time, mas, fora isso, temos o crescimento da nossa marca para outros negócios, como os hotéis, por exemplo. A expansão do Grupo Sasha é sustentada, ambiciosa e exige tempo e dedicação. As férias fazemos normalmente ao contrário das outras pessoas, sempre praia, fora daqui.
Helga - Normalmente temos dois períodos: um em Portugal, com a família, e outro fora de Portugal, sempre a dois.

- A Helga foi bailarina. Não tem saudades de dançar?
- Fui bailarina durante muito tempo e tenho imensas saudades, mas a verdade é que as outras áreas de trabalho também me realizam. Quando viramos uma página na nossa vida como virei essa, há sempre um misto de emoções. Estou bem resolvida com a dança, fiz muito por ela, mas estava na altura de entrar noutra fase. Faz parte da vida, temos de aceitar as mudanças sempre com saudades, mas de mente aberta para o que o futuro nos reserva.

- É uma área que está completamente posta de lado?
- Se aliada a outra arte, quem sabe não esteja assim tão fora de hipótese!

- O Luís gostava que a Helga voltasse a dançar?
Luís - Felizmente, na nossa área de negócio temos sempre tempo e as condições reunidas para o fazermos juntos...

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras