Nas Bancas

Raul Solnado

Raul Solnado

CARAS

Figuras públicas reagem à morte de Raul Solnado

Diversas personalidades fizeram questão de comentar a morte do actor, cujo contributo enriqueceu a cultura portuguesa. 

Melissa Tavanez
8 de agosto de 2009, 19:00

Aníbal Cavaco Silva, Presidente da República, em nota enviada à agência Lusa - "Marcou uma época de sucessivas gerações de artistas e deixa um enorme vazio."

José Sócrates, primeiro-ministro, em nota enviada à agência Lusa - "Foi com grande pesar que tomei conhecimento da morte de Raul Solnado, figura bem conhecida e querida dos portugueses, cujo desaparecimento deixa um enorme vazio entre todos os que nos habituámos a com ele conviver. Raul Solnado foi sempre um dos artistas mais amados e mais admirados pelos portugueses. Para várias gerações, foi também uma referência permanente com uma vida plena e intensamente dedicada à arte e à cultura."

António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, no site do JN - "Com a morte de Raul Solnado, Lisboa perdeu uma das suas figuras mais populares e queridas das últimas décadas. Eu perdi um grande amigo, sempre presente com o seu apoio e os seus conselhos que o tempo tornara sábios."

Leonor Xavier, ex-mulher e autora da biografia de Raul Solnado, à RTP - "Ele criou um estilo que nunca ninguém criou em Portugal. Foi uma pessoa que teve dentro da sua arte uma intervenção importante na sociedade portuguesa. A singularidade, a integridade e o talento são as suas grandes características".

Herman José, apresentador, à RTP - "Estranhamente a morte do Raul Solnado dá-me um dupla sensação. É uma profunda tristeza fisicamente ficar longe de uma pessoa tão encantadora, mas ao mesmo tempo parece que quando as obras de arte são completas e têm três actos e acabam quando devem, parece quase que fazem sentido. "O Raul Solnado foi tão completo, fez tanta coisa, teve tempo para tudo, que parece que fechou um ciclo de uma obra de arte quase perfeita."

Nicolau Breyner, actor, ao Correio da Manhã - "Vou recordá-lo para sempre. Quando se recorda uma pessoa para sempre, ela não morre".

Carlos Cruz, apresentador, ao Correio da Manhã - "O Raul tinha qualidades que não são vulgares em Portugal. Se intuía o talento de alguém, apoiava e quase fazia lobby. O que é que se diz nestas alturas? Era um homem solidário, um homem justo. Procurava o ser humano".

Rui Mendes, actor, ao Correio da Manhã - "Tal como Amália Rodrigues perdurará na memória, ao lado de actores como Vasco Santana ou António Silva".

Eunice Muñoz, actriz, à SIC - "Era sempre muito bom, muito terno, muito bem-humorado. Tinha imenso espírito e muita graça, era aquele grande cómico que todos nós conhecemos e de qualquer coisa fazia uma graça. É daquelas pessoas que deixa uma grande saudade."

Simone de Oliveira, actriz, à CARAS - "Ele foi meu padrinho de casamento. Queria dizer-lhe que vou sentir saudades dele."

João de Carvalho, actor, à CARAS - "Fiquei sem um dos meus mestres, fiquei sem um amigo. (...) O Raul era um coração de ouro."

José Eduardo Moniz, antigo director-geral da TVI, à CARAS - "O país está mais pobre. (...) Eu lembro-me de ter crescido com ele, a ouvir as coisas dele e, de facto, é uma perda enorme, isso é indiscutível."

Ana Bola, humorista, à CARAS - "O Raul Solnado é um marco no humor português. Mas eu tenho um duplo sentimento, por um lado tenho imensas saudades dele, mas por outro lado sei que ele partiu, com certeza, em paz. E estará em paz porque cumpriu, não só os seus objectivos, como os seus sonhos, tanto como profissional, como homem. É um homem extraordinariamente generoso, que sempre ajudou toda a gente, que nunca perdeu a modernidade, que esteve sempre atento. Acho que ele partiu em paz e deixa-nos um legado infinito, que felizmente está gravado e que poderemos recordar."

Carlos do Carmo, cantor, à CARAS - "O Raul para mim era a inteligência, a sabedoria e a generosidade numa só pessoa. (...) Um comediante quando é uma pessoa culta, como é o caso do Raul Solnado, sabe olhar para a vida e realmente rir, que é aquilo que é afinal o mais difícil, e partilhar esse riso connosco. Não é tarefa fácil."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras