Nas Bancas

Aníbal e Maria Cavaco Silva com Maria Paula e Domingos Duarte Lima

Aníbal e Maria Cavaco Silva com Maria Paula e Domingos Duarte Lima

Paulo Jorge Figueiredo

Domingos Duarte Lima reúne amigos em noite solidária: "As melhores conquistas são as feitas com o coração"

As principais figuras do Estado português marcaram presença nesta iniciativa, bem como personalidades de diversas áreas da sociedade, de deputados a banqueiros.

Andreia Guerreiro
22 de julho de 2009, 11:51

Juntar uma figura influente e com uma actividade pública reconhecida a uma causa solidária é sinónimo de sucesso. Mas quando essa figura se chama Domingos Duarte Lima e se trata da Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL), facilmente se consegue perceber a razão da presença das mais altas figuras do Estado, a começar pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, passando pelo primeiro-ministro, José Sócrates, e por diversas figuras de relevo da sociedade portuguesa, como Maria Barroso ou Manuela e António Ramalho Eanes.

Fundador e porta-voz da APCL, Domingos Duarte Lima reuniu os seus amigos em mais um memorável concerto contra a leucemia, que, este ano, apoiado ainda pela iniciativa Solidários Até À Medula, juntou mais de 220 mil euros, que vão ser preciosos na ajuda aos doentes com leucemia.

Pelo palco do Pavilhão Atlântico, em Lisboa, passaram nomes grandes da música, como o maestro e tenor José Cura, os fadistas Mariza e Camané e os cantores Luís Represas e Rui Veloso.

Por todas estas razões, o anfitrião estava visivelmente satisfeito com o resultado desta quarta edição do concerto contra a leucemia: "Assistimos a uma resposta muito generosa dos portugueses. Trata-se de um sinal reconfortante, porque indica que a mensagem passou e que tocou o coração das pessoas. As melhores conquistas são as feitas com o coração e não com a cabeça. É, por isso, que temos cada vez mais dadores de medula óssea", afirmou Duarte Lima, acrescentando: "Desde que estes concertos começaram, há pelo menos mais cem pessoas vivas no mundo. E essa é a melhor dádiva que podemos ter."

A satisfação de Duarte Lima, que, recorde-se, também teve uma leucemia, da qual foi salvo por um irmão que era dador compatível, contagiou todos os presentes, a começar por Maria Cavaco Silva: "Foi uma noite de grande emoção. Eu e o meu marido temos marcado presença desde o primeiro concerto. Os resultados obtidos são realmente fantásticos e dão-nos uma grande esperança para o futuro. Todos não somos de mais. E nunca é de mais chamar a atenção!"

Confirmando estar inscrito no Registo Nacional de Dadores Benévolos de Medula Óssea, José Sócrates elogiou a "generosidade da causa": "Estou ganho para ela há já muito tempo, mas é preciso elogiar o trabalho da associação, que tem sido um sucesso e tem contribuído para salvar vidas."

Uma das vidas salvas foi a de Carlos Horta e Costa, hoje na administração da APCL: "No momento em que soube da doença, foi um choque violento, mas imediatamente meti na minha cabeça que ia ultrapassar a situação. E nem outra visão me passava no pensamento", recorda no seu testemunho, acrescentando ainda: "Sendo uma doença complicada e maldita, ela pode e tem de ser ultrapassada, pondo a nossa vontade, o nosso querer, a nossa fé, ao serviço da nossa determinação em vencer."

Como resumiu Catarina Furtado, que apresentou o espectáculo no Pavilhão Atlântico, "Estamos todos juntos para uma noite emotiva, bela e generosa. É o culminar de um grande dia"!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras