Nas Bancas

Walter Cronkite

Walter Cronkite

Reuters

Morreu o jornalista Walter Cronkite

O ícone do jornalismo norte-americano faleceu ontem, aos 92 anos

Melissa Tavanez
18 de julho de 2009, 14:55

O mundo do jornalismo ficou mais pobre com a perda de um ícone e pioneiro da televisão nos Estados Unidos. Walter Cronkite morreu ontem, sexta-feira, aos 92 anos, na sua casa, em Nova Iorque. Segundo fonte próxima, o jornalista sofria há já algum tempo de uma doença vascular-cerebral.
Nascido em St. Joseph, no Missouri, Walter Cronkite formou-se na Universidade de Austin, no Texas, tendo trabalhado para uma agência de notícias e acabando por se tornar pivô da CBS, onde trabalhou durante 20 anos, até 1981. Considerado um jornalista prestigiado e um profissional credível, Cronkite viveu bem de perto muitos feitos históricos, tais como a guerra do Vietname, o assassinato do presidente John F. Kennedy e de Martin Luther King, os primeiros passos na Lua, bem como o escândalo Watergate.
"Foi uma voz de certeza num mundo incerto. (...) Numa indústria de ícones, Walter definiu o padrão segundo o qual todos os outros foram julgados", fez questão de afirmar o presidente norte-americano, Barack Obama, em comunicado.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras