Nas Bancas

Anna Westerlund: "Já estávamos a precisar de uma viagem a dois, soube muito bem"

Na companhia de Pedro Lima, a modelo passou uns dias de férias em Barcelona, onde a CARAS a entrevistou.

Melissa Tavanez
18 de julho de 2009, 17:48

Há quatro anos nasceu Emma, a primeira filha de Anna Westerlund e Pedro Lima, e dois anos depois nasceu Mia. Desde então, não tinham oportunidade de fazer uma viagem a dois e, apesar da felicidade de serem pais, a modelo e ceramista e o actor já sentiam necessidade de dar esse espaço e tempo à sua relação. A oportunidade surgiu, finalmente, através de um convite da Mango, que patrocina Anna, e que levou o casal a Barcelona. Anna e Pedro aproveitaram a oportunidade e ficaram mais uns dias nesta cidade apetecível para uma viagem romântica.

- Esta viagem foi uma oportunidade que já não tinham há muito tempo de desfrutar de férias a dois...
Anna Westerlund -
Sim. A última vez que o fizemos estava grávida da Mia, por isso foi há cerca de dois anos e meio. Já estávamos a precisar de uma viagem a dois e, de preferência, por mais do que dois dias. E soube-nos muito bem passar estes dias em Barcelona. Até porque gostamos muito de viajar para sítios onde podemos visitar museus, exposições, o que por vezes se torna muito cansativo para as crianças. Daí saber ainda melhor estarmos sozinhos.

- E Barcelona é uma cidade óptima para namorar...
-
Sim. E adorei a cidade. Dá para fazer tudo, descansar, ir à praia, apanhar sol. E tem uma oferta cultural muito vasta, bons restaurantes... é realmente óptima para namorar.

- Sente que a vossa vida, enquanto casal, mudou muito desde que foram pais?
-
Não muito. O que sinto é que estabelecemos outras prioridades. Passei a dar importância a outras coisas, e penso que me tornei menos materialista, ainda que antes não o fosse muito. Percebi que a vida não está nas coisas que temos, mas nas relações que estabelecemos e naquilo que vivemos.

A modelo
A modelo
Campiso Rocha
- Como tem sido assistir ao crescimento das suas filhas?
-
Tem sido óptimo. Às vezes gostava de poder fazer pequenas pausas no tempo, porque passa tudo muito rápido. E acho que vou sentir mais a mudança quando elas entrarem para a escola a sério.


- E pensam ter um terceiro filho?
-
Sim. É uma hipótese em aberto, mas ainda não está bem definido. Temos a mania de planear tudo, a Ema e a Mia foram superplaneadas, quase que escolhemos o mês em que elas iam nascer. Com o terceiro filho não nos apetece planear tanto.


- Elas já reagem à carreira e ao mediatismo dos pais?
-
A Mia ainda é muito pequena, a Ema às vezes vê o Pedro na televisão e acha engraçado. Mas acho que ainda não percebem bem a dimensão das nossas profissões.


- Entretanto, a sua carreira tem estado mais virada para as artes, nomeadamente a cerâmica. Foi uma mudança grande...
-
Não posso dizer que tenha sido uma mudança, porque na verdade a moda é que sempre foi uma actividade paralela. A única coisa que sinto é que cheguei a um ponto em que, a nível da cerâmica, já não estou propriamente a aprender. Já posso dizer que sou uma ceramista em início de carreira.


- Sente que é altura de dar mais atenção à cerâmica?
-
Penso que é um pouco um processo natural. Tive duas filhas, tenho 30 anos, durante quinze anos trabalhei intensamente em moda, talvez seja altura de mudar um pouco. Até porque na moda é mesmo assim, a carreira é mais curta.


- Assusta-a a idade?
-
Não, porque é sinal que ainda estou cá. Assusta-me, se calhar, perceber que o tempo passa cada vez mais rápido, e eu quero aproveitar ao máximo a minha vida com o Pedro e com as minhas filhas.


- Apesar da vida ocupada que deve ter, o Pedro consegue ser um pai muito presente.
-
Sim, conseguimos sempre conciliar tudo. E depois temos aqueles rituais importantes, tomamos o pequeno-almoço juntos, jantamos em família, e isso todos os dias, o que é essencial.


- Parece ter encontrado mesmo a pessoa certa...
-
Penso que sim. O Pedro às vezes diz - e eu concordo - que não esperamos um do outro coisas que não somos. Aceitamo-nos muito bem. E isso é um bom princípio para se ter numa relação.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras