Nas Bancas

Abílio e Ana Cristina de Oliveira, António Ricciardi, Rosina e Manuel Espírito Santo

Abílio e Ana Cristina de Oliveira, António Ricciardi, Rosina e Manuel Espírito Santo

Pedro Melo

Família Espírito Santo reúne centenas de amigos no Algarve numa megafesta de verão marcada pela elegância e glamour

A festa de inauguração do hotel Tivoli Victoria, perto de Vilamoura, no Algarve, foi bastante concorrida, tendo reunido mais de 800 convidados

Andreia Guerreiro
12 de julho de 2009, 12:44

Sob o pretexto da inauguração do hotel Tivoli Victoria, perto de Vilamoura, a família Espírito Santo reuniu no Algarve centenas de amigos e conhecidos numa festa memorável, onde nada foi deixado ao acaso. À chegada, uma longa passadeira vermelha e uma profusão de luzes aguardavam os convidados, que de seguida eram recebidos com refrescantes bebidas antes de se dirigirem ao coquetel dinatoire, junto da piscina. Sabores portugueses e outros provenientes de várias partes do mundo, nomeadamente japoneses e indianos, fizeram parte da ementa, que foi complementada pela música e pela dança que seduziam os presentes.

Diversas foram as figuras públicas que se deslocaram até ao Sul do País para uma noite bem passada e ninguém deu a viagem por mal empregue. "Vim de propósito de Lisboa para esta inauguração. E está a ser uma noite magnífica. Acho este hotel extraordinário, um dos melhores da cadeia Tivoli, sobretudo na área do golfe", elogiou Maria José Galvão de Sousa, que aproveitou para relembrar, ao lado do marido, Humberto Leal, os tempos de golfista: "Joguei durante sete anos e não me dava nada mal. Mas como o Humberto não joga, fui deixando... É um desporto que ocupa imenso tempo e quando o parceiro não joga é menos aliciante."

O ambiente descontraído e bastante intimista proporcionou aos convidados momentos de puro lazer que lhes permitiu esquecer as preocupações do dia-a-dia. Nesta noite, Vera Roquette confessou à CARAS que nem queria ouvir falar de trabalho: "Estas festas servem para relaxar e esquecer o trabalho, servem para arejar um bocadinho, confraternizar... Encontrei aqui uma série de pessoas de Lisboa, de onde sou natural... As pessoas acabam por se perder, e eu não ando sempre em festa, e quando venho é quase sempre em trabalho. Mas é agradável encontrar amigos de infância. Estou a encontrar imensas pessoas que não via há que tempos. Ainda há pouco, disse ao meu marido, que estava a falar em negócios: "Vamos esquecer os problemas de Portugal, refrescar e falar com as pessoas e aproveitar o bom que elas têm."

A organização da festa esteve a cargo de João Pedro Campos Henriques: "Para mim foi óptimo ter este convite do grupo Tivoli para organizar esta festa. Deram-nos bastante margem de criatividade e pusemo-nos a criar uma festa estilo Miami, com um pôr-do-sol espectacular e uma noite a brilhar de forma diferente." Mas dar largas à criatividade implica um grande esforço, como referiu o empresário: "O trabalho que dá preparar uma festa destas é proporcional ao prazer que dá ver depois a obra feita. É bastante gratificante ver a satisfação das pessoas. É uma coisa que adoro fazer."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras