Nas Bancas

Família de Michael Jackson pede segunda autópsia

Os resultados da primeira análise foram inconclusivos e os familiares mais próximos do cantor exigem saber as causas da sua morte

Andreia Guerreiro
28 de junho de 2009, 16:04

A morte de Michael Jackson, no passado dia 25 de Junho, deixou a sua família e o mundo em estado de choque. Desde então pairam no ar dúvidas sobre as causas do desaparecimento que, suspeita-se, poderá estar ligado a uma toma excessiva de medicamentos. Por enquanto os resultados da primeira autópsia não revelaram grandes pormenores - mais detalhes serão conhecidos dentro de seis a oito semanas - pelo que a sua família exige que seja feita uma segunda análise do caso, a fim de perceber o que realmente provocou a paragem cardio-respiratória de que o artista foi vítima. Além disso, o médico pessoal do 'Rei da pop', Conrad Murray, que esteve com junto da estrela pouco antes da sua morte, também já foi ouvido pelas autoridades, embora os seus representantes legais garantam que não tem nada a esconder.

Michael Jackson
Michael Jackson
Reuters
Neste momento difícil, os familiares de Michael Jackson, de entre os quais se destacam sobretudo as irmãs,
Janet
e
LaToya,
e os pais,
Joe
e
Katherine
- que têm consigo os três filhos do cantor,
Prince Michael I
,
Paris
e
Blanket
- não esquecem o carinho dos fãs e, por isso, emitiram um comunicado a agradecer as demonstrações de afecto vindas de todo o mundo.
"É um dos momentos mais tristes das nossos vidas e é-nos difícil encontrar as palavras adequadas para esta tragédia repentina. O nosso querido filho, irmão e pai de três crianças desapareceu de forma inesperada, trágica e demasiado cedo. Isto deixa-nos sem palavras e de tal forma devastados que por vezes nos é difícil comunicar com o mundo. Sentimos imensa falta do Michael. Não podemos descrever a nossa dor com palavras, mas se não gostaria que nos deixámos abater neste momento. Portanto queremos agradecer a todos os que nos têm apoiado e aos fãs de todo o mundo, de quem Michael tanto gostava. Por favor não desesperem pois ele continuará a viver dentro de cada um de vós. Continuem a espalhar esta mensagem, seria essa a sua vontade. Continuem para que o seu legado permaneça vivo para sempre"
, podia ler-se na mensagem da família.

O pai do cantor, que falou ao
site
da revista
People
sobre a questão que mais o atormenta, a causa da morte do filho, acrescentou também que os
"netos estão profundamente comovidos com todo o amor e apoio que
[os fãs]
têm demonstrado por eles e pelo pai, Michael Jackson"
.


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras