Nas Bancas

Michael Jackson

Michael Jackson

Reuters

Aumentam suspeitas de que a morte de Michael Jackson esteja ligada ao excesso de drogas

"Se pensam que houve abusos no caso de Anne Nicole Smith, isso não é nada ao lado do que vimos na vida de Michael Jackson" (Brian Oxman)

Melissa Tavanez
26 de junho de 2009, 17:18

A causa da trágica morte do 'Rei da pop' permanece uma incógnita, mas a notícia veio lançar a polémica quanto ao consumo de álcool e drogas por parte do cantor, de 50 anos. Aliás, de acordo com alguma imprensa internacional, a família de Michael Jackson estaria preocupada com o estado de saúde do artista e que esta dependência se torna-se num risco para a sua vida.
"O uso de medicamentos estava a interferir com a vida dele. As lesões que sofreu ao actuar, nomeadamente, na vértebra partida e a perna partida numa queda do palco estavam a atrapalhar", garante o advogado da família Jackson, Brian Oxman, acrescentando ainda: "Se pensam que houve abusos no caso de Anne Nicole Smith, isso não é nada ao lado do que vimos na vida de Michael Jackson".
Já fontes próximas do cantor asseguraram ao jornal The Sun que a má reacção a uma injecção para as dores poderá ter sido a causa da morte do cantor.Os resultados da autópsia ao corpo de Michael Jackson devem ser revelados daqui a pouco, mas as origens da morte só poderão ser asseguradas depois de conhecidos os resultados dos testes toxicológicos, que poderão demorar dias ou mesmo semanas.
Após da morte do cantor, as preocupações de todos têm caído sob os três filhos do artista, Prince Michael Jackson II, de sete anos, Paris, de 11, e Prince Michael I, 12. Todavia Brian Oxman já veio garantir que as crianças "estão bem" e ao cuidado de uma ama e que será a mãe do cantor, Katherine, quem "vai tomar conta deles".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras