Nas Bancas

Helen Svedin e Luís Figo

Helen Svedin e Luís Figo

Getty

Luís Figo: Uma nova etapa de vida ao lado do seu amor de sempre, Helen

Juntos há 13 anos, o ex-jogador, agora dirigente do Inter de Milão, e a modelo sueca mantêm acesa a paixão

Andreia Guerreiro
20 de junho de 2009, 18:20

É um momento de viragem na vida de Luís Figo, de 36 anos: acabado de se retirar da sua carreira de futebolista, depois de ter somado golos, vitórias e troféus, o internacional português acaba de ver confirmada a sua posição enquanto dirigente do Inter de Milão - no departamento de relações exteriores -, equipa ao serviço da qual jogou nas últimas quatro épocas, o que equivaleu a outros tantos campeonatos ganhos.

Se na vida profissional Figo acumula sucessos, na pessoal o êxito não lhe fica atrás. Casado desde 2001 com a modelo sueca Helen Svedin, com quem partilha a sua vida há já 13 anos e de quem tem três filhas, Daniela, Martina e Stella, de dez, sete e quatro anos, respectivamente, os dois parecem continuar a viver uma união exemplar. Há dias, em Madrid, por ocasião da apresentação de uma colecção de jóias que desenhou, Helen confessou, numa entrevista à revista Hola!, que a sua aliança de casada é a jóia que considera mais preciosa - embora, em sentido figurado, atribua o título às filhas - e descreveu o marido como "o meu tesouro". Inquirida sobre o segredo para a longevidade da sua relação, a modelo evocou dois valores fundamentais, amor e respeito mútuo, e assegurou que se considera uma felizarda. "Tive a sorte de conhecer o amor da minha vida", declarou, sem hesitar.

Por seu lado, Figo não lhe fica atrás em declarações de amor. Quando relemos algumas das entrevistas que deu à CARAS nos últimos anos, em todas elas o ex-jogador deixa claro os seus sentimentos em relação à mulher. "A Helen é a figura-chave da minha vida", dizia, por exemplo, em 2003, repetindo diversas vezes que a mulher e as filhas são a sua grande prioridade. "Sou um homem de família" é uma das suas frases mais recorrentes.

No passado dia 6, quando acompanhámos o jogo Sagres Street Football II, em Belém, no qual Figo participou ao lado de Rui Costa e Pauleta, aproveitámos para indagar o ex-jogador sobre os seus planos mais imediatos, para além das férias. Ainda sem a certeza absoluta de que continuaria ligado ao Inter, como se confirmaria dias depois, Figo respondeu, sorridente: "Quero dedicar-me à minha mulher e às minhas filhas. Neste momento, o mais importante para mim é poder estar junto dos que me são próximos, passar o máximo tempo possível com eles. Eles também o merecem. Já me deram a mim, agora sou eu que lhes vou dar a eles."
Ou seja, daqui para a frente, momentos de brincadeiras e passeios com as crianças, que até agora se resumiam em grande parte às férias ou aos dias de folga, prometem tornar-se mais frequentes.

Figo poderá, igualmente, dedicar-se mais à sua fundação, que ajuda crianças e jovens desfavorecidos. A mais recente iniciativa da fundação foi o jogo Allstars'09, que se disputou em Genebra no passado dia 13 (a equipa do português defrontou a da G4 Ultimate Dream Foundation, e as receitas reverteram para ambas as instituições), uma oportunidade para Figo voltar a entrar em campo e mostrar que mantém as suas capacidades desportivas: a sua equipa venceu o encontro por 7-4.

Terminadas as férias, começarão então a ser testadas as capacidades de Luís Figo para a direcção desportiva. A avaliar pelos sucessos que sempre acumulou, tudo indica que se sairá tão bem como nos relvados. Afinal, continua a contar com o imprescindível apoio da mulher.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras