Nas Bancas

Teresa Mendes, Tomás e Armindo Araújo

Teresa Mendes, Tomás e Armindo Araújo

Mike Sergeant

Teresa Mendes e Armindo Araújo: "Ter um filho compensa tudo"

A viver em Guimarães, a psicóloga e o piloto preparam-se para celebrar dois anos de casamento

Melissa Tavanez
18 de junho de 2009, 15:55

No passado dia 15 de Junho, Armindo Araújo, piloto de ralis, e Teresa Mendes, psicóloga, ambos de 31 anos, celebraram dois anos de casamento. Entre a internacionalização da carreira do piloto oficial da Mitsubishi Portugal e o nascimento de Tomás, hoje com 17 meses, o casal solidificou a relação, aprendeu a gerir as ausências e, principalmente, a usufruir ao máximo do crescimento do filho, como nos contaram durante esta sessão fotográfica na sua casa, em Guimarães.

- Estes dois anos parecem ter sido alucinantes para si, Armindo: iniciou a sua carreira internacional, casou-se e foi pai...
Armindo Araújo -
É verdade! [risos] O primeiro ano foi mesmo o mais atribulado da minha carreira. Muitas viagens, muitas ausências, o casamento com a Teresa e depois o nascimento do Tomás. De 2007 até agora a minha vida tem sido uma verdadeira aventura. Não tem sido fácil gerir tudo isto, mas o objectivo tem sido sempre conciliar da melhor forma o tempo que passo com o Tomás e com a Teresa e tudo o que a vida de um piloto implica. Por vezes, fica-se com a sensação de que tenho uma vida familiar intermitente, mas sempre que estou em Guimarães tento aproveitar ao máximo o tempo perdido.

- E a experiência da paternidade? Que balanço faz destes 17 meses?
-
Estou maravilhado! Ser pai era algo que já desejava há algum tempo e, com o nascimento do Tomás, só confirmei que ainda é melhor do que alguma vez tinha imaginado. O Tomás é um rapaz fantástico, muito bem-disposto e sociável. Por outro lado, ser pai é também uma responsabilidade muito grande e implica alguns sacrifícios, nomeadamente, na vida social, que agora é relegada para segundo plano. A verdade é que ter um filho compensa tudo!

Teresa Mendes - Pelo meu lado, sempre desejei ser mãe, e agora posso dizer que adoro sê-lo. Sempre que estou a brincar com o Tomás sinto-me uma verdadeira criança

- A sua formação profissional acaba por ajudar ou complicar na educação do Tomás?
-
É uma vantagem. Por vezes, sinto que sou um pouco severa e que o meu filho é um pouco vítima, [risos] mas isso é largamente compensado por tudo o que lhe dou enquanto mãe. Quando estou com ele, estou mesmo com ele e não a fazer várias coisas ao mesmo tempo.

- Pude observar que o Tomás adora automóveis. Ele já tem a noção do que o pai faz?
Armindo -
Penso que sim. O Tomás adora carros, motas e bicicletas e, como se pode ver, aqui em casa não faltam carros nem carrinhos. Como não ligo nada ao futebol, é difícil encontrar uma bola aqui em casa. [risos] Ele tem um fato de competição igual ao meu, que adora, e tem também um carro igual ao que eu utilizo nos ralis. A verdade é que tento, de uma forma saudável, passar o 'bichinho' dos automóveis ou, melhor, mostrar-lhe aquilo que faço e a paixão que tenho pela minha actividade.

- Temos mais um piloto na família?
-
Não vou forçar nada. O Tomás ainda é muito pequeno e irá seguir aquilo que desejar seguir. A minha grande tarefa, enquanto pai, é proporcionar-lhe o espaço necessário para ele decidir o que quer fazer.

- Falou de uma vida familiar intermitente, de presenças e ausências, em que a Teresa acaba por ter um papel fundamental. Que balanço faz destes dois anos de casamento?
-
A nossa relação está muito bem e a nossa vida muito estável. Diria que, com a Teresa e o Tomás, tenho uma vida perfeita. A Teresa tem muita paciência para o Tomás e uma grande compreensão em relação às minhas ausências.
Teresa - Costumo dizer que adoro o meu marido e sou apaixonada pelo meu filho. As ausências do Armindo já são normais, mas reconheço que continuam a ser difíceis de gerir. Muitas vezes sinto mesmo muito a falta dele e o Tomás também já sente um pouco essas ausências. Vamos falando ao telefone para atenuar as saudades. O mais importante é que podemos não estar juntos fisicamente, mas estamos de coração.

- Nessa perfeição encaixa mais um filho?
Armindo -
Para já, não está nos nossos planos. Tanto a minha actividade profissional como a da Teresa exigem muito tempo, por isso, para já, queremos é aproveitar ao máximo para estar com o Tomás.
Teresa - Enquanto me lembrar das noites difíceis que o Tomás me deu, não penso em ter mais filhos. [risos] O meu sonho era ter três filhos, mas este é um desejo que está colocado um pouco de parte devido às exigências das nossas profissões. Mas gostaria de ter dois filhos, não digo que não. [risos]

- A profissão do Armindo é uma profissão de risco. Apesar de já estar habituada, ainda sofre até ao momento em que sabe que está tudo bem?
-
Sim, ainda se sofre muito. No início quase não conseguia trabalhar. Estava grávida e ficava agarrada ao computador à espera dos resultados e de saber que estava tudo bem. Sofri muito nessa altura, que coincidiu com os ralis da Austrália e do Japão. Agora tenho um escape e tento trabalhar nos dias de prova para me abstrair da situação. Mas a verdade é que só descanso quando o Armindo me liga a dizer que está tudo bem.

- Venceu recentemente o rali de Portugal e continua a lutar pelo primeiro lugar na categoria de produção do WRC (Campeonato Mundial de Ralis). Este é o seu ano?
Armindo -
Felizmente está tudo a correr muito bem, e é claro que vencer no meu país foi simplesmente fantástico! Depois de um primeiro ano de alguma adaptação, em que senti ter velocidade suficiente para ganhar o mundial, mas um ou outro problema acabaram por contrariar a minha ambição, este ano vencemos o rali de Portugal e estamos muito bem cotados internacionalmente. Estou muito confiante neste campeonato.

- Diz-se que depois do nascimento de um filho o peso da responsabilidade retira velocidade aos pilotos. É verdade?
-
Penso exactamente ao contrário. Quero ser ainda mais rápido para trazer mais taças para o Tomás brincar.

Keywords: Teresa Mendes, Armindo Araújo, Guimarães, psicóloga, piloto, Tomás, Mitsubishi Portugal

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras