Nas Bancas

Fernanda Serrano e Pedro Miguel Ramos: Uma vida marcada por emoções fortes

A vida de Fernanda e Pedro tem sido pautada por momentos ora de absoluta alegria, ora de profunda tristeza. Os dois são um exemplo de grande coragem.

Andreia Guerreiro
15 de junho de 2009, 10:30

"Um filho é sempre um motivo de orgulho, alegria, esperança, vida! E só nos traz motivos para sorrir e pensar que a vida, afinal, faz todo o sentido e que tudo vale a pena." Palavras de Fernanda Serrano ditas em Janeiro de 2005, antes de ser mãe pela primeira vez, que traduzem sentimentos intemporais que a actriz terá experimentado ao longo dos últimos meses, à medida que se aproximava o nascimento do terceiro filho, uma menina, Maria Luísa, que nasceu no passado dia 8 de Junho.

A actriz e o marido, o empresário e apresentador Pedro Miguel Ramos, têm vivido muitos momentos marcantes ao longo destes quase cinco anos de casamento. Aliás, a vida do casal parece um gráfico que sofre alterações brutais quando o tema são as emoções. Ora vejamos: Fernanda e Pedro casaram-se em Agosto de 2004 numa cerimónia de sonho. Dias depois de regressarem de lua-de-mel, depararam-se com a morte do pai de Pedro e com as graves sequelas que o acidente de viação deixou na mãe do criador e gestor da marca Amo-te. A esta tragédia seguiu-se um momento de grande felicidade. Pedro Manuel Santiago - Pedro como o pai, Manuel como o avô paterno, e Santiago, o nome pelo qual é tratado - nasceu de cesariana, a 4 de Março de 2005, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, com 3,820kg e 50cm. Um filho muito desejado, que reforçou em Fernanda a certeza de que ser mãe era a melhor coisa do mundo, como confessou à CARAS dias depois: "É uma mistura de emoções tão grande e tão forte! Não fazia ideia de que era assim tão bom. Não fazia ideia que fosse assim. É muito melhor do que poderia pensar." Tanto que pouco tempo depois, em Junho de 2007, Fernanda anunciava estar à espera do segundo filho: uma menina, Laura, que nasceu a 18 de Dezembro, às 14h58, com 3,170kg e 48cm, também de cesariana e igualmente no Hospital da Cruz Vermelha. E foi nesse mesmo dia que a actriz reparou num nódulo no peito que foi vigiando. Só quando deixou de amamentar pôde fazer o exame que revelaria um tumor maligno.

Fernanda Serrano
Fernanda Serrano
D.R.
Mais uma vez, a actriz e o marido viviam uma provação. E deste 'dia-a-dia' preenchido com momentos de felicidade e simultaneamente de tamanha dor, a actriz tirou uma lição que nos ensinou em Janeiro de 2005:
"A vida vai-nos ensinando que dela também fazem parte a dor e o sofrimento, por isso, gradualmente, de uma forma ou de outra, aprendemos a lidar com essa vertente e, naturalmente, criamos métodos e mecanismos muito próprios para conseguir ultrapassar esses obstáculos."
E foi nas pessoas que ama que se apoiou para superar a dura batalha contra o cancro da mama, da qual fizeram parte uma tumorectomia, seis ciclos de quimioterapia e 33 de radioterapia. Para fechar esse ciclo, Fernanda Serrano deu, em Novembro último, uma conferência de imprensa em que revelou que tinha terminado os tratamentos, não existiam metástases e o seu era mais um caso de sucesso. Falou dos seus desejos profissionais e declarou que engravidar não estava nos seus planos a curto prazo, embora não pusesse de parte essa hipótese.
"Não existe essa impossibilidade
[de engravidar],
mas claro que no momento pós-tratamento não é aconselhável fazê-lo
(...).
Pelo menos durante dois anos estou inviabilizada de o fazer, o que não quer dizer que não possa voltar a ser mãe."
Só que por essa altura já a actriz esperava, sem saber, o terceiro filho. E se por esta altura Fernanda já estava feliz por ter terminado com êxito os tratamentos, ficou ainda mais radiante. Nem o facto de ser uma gravidez inesperada - que necessitava de cuidados médicos redobrados - a fez desanimar, até porque o tumor não era hormonodependente, o que significa que o risco de reincidência numa gravidez é ínfimo.


Fernanda Serrano
Fernanda Serrano
D.R.
Uma fase vivida serenamente tanto pela actriz como pelo apresentador do
Tá a Gravar
que à CARAS, em Maio deste ano, afirmou não estar apreensivo mas, sim,
"ansioso para que chegue o momento, tal como estava quando nasceram o Santiago e a Laura"
. Pedro revelou ainda que a actriz estava igualmente tranquila:
"A Fernanda está bem. Vive uma fase particularmente feliz da vida dela e das nossas vidas."

Com este terceiro bebé, o casal vê concretizado o desejo de formar uma família grande.
"A Fernanda quer ter 20
[filhos]
, quer ter uma família grande e eu estou rendido"
, dizia Pedro Miguel Ramos em Abril de 2007. Na mesma entrevista, a actriz garantia:
"Adoro ser mãe, nasci para ser mãe, é o meu papel favorito."


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras