Nas Bancas

Roberto Medina com a mulher, Mariana Ferreira, e o filho, Rodolfo Medina

Roberto Medina com a mulher, Mariana Ferreira, e o filho, Rodolfo Medina

Natacha Brigham

Roberto Medina brinda com a família ao Rock in Rio Lisboa

Roberto Medina contou com o apoio da mulher, Mariana Ferreira, e do filho, Rodolfo Medina

Melissa Tavanez
6 de junho de 2009, 12:37

Já começou a contagem decrescente para a quarta edição do Rock in Rio Lisboa, que decorrerá durante os dias 21, 22, 27, 28 e 29 de Maio de 2010 no Parque da Bela Vista, como é habitual. Para assinalar o momento, a organização deste que pretende ser o maior evento de música do mundo voltou a brindar o País com um espectáculo de fogo-de-artifício na Ponte 25 de Abril. Às 22h15 da noite de 30 de Maio, a cidade parou por sete minutos para ver a ponte transformar-se numa cascata de fogo e magia à semelhança do ano passado. A festa foi ainda maior no Hotel Altis Belém, onde várias dezenas de convidados foram presenteados com uma vista privilegiada sobre o espectáculo.
Segundo Roberto Medina, o grande responsável por este festival, o espectáculo de fogo-de-artifício simboliza "a retribuição devida a Portugal, um país fundamental na etapa de expansão do Rock in Rio". E acrescentou: "Nós estamos muito contentes com Portugal, porque o modelo de exportação veio daqui. Estamos em conversações com a Polónia, mas foi aqui a grande consolidação do projecto de expansão."
Em relação a novidades para a edição de 2010, Medina preferiu não se alongar muito: "Posso adiantar pouco, porque quero fazer mais do mesmo. As pessoas, por vezes, perguntam-me qual é a novidade, e eu acho que novo é o projecto no seu todo. Todos os anos tentamos melhorar um bocadinho do que foi a última edição. Acho que cada ano que passa as pessoas estão a compreender melhor o que é a festa do Rock in Rio."Como homem de grandes ambições que é, Roberto Medina confessou à CARAS qual é o próximo sonho que pretende realizar: "O meu sonho é tornar este evento num evento mundial."
Depois de rendidos ao espectáculo de fogo-de-artifício, os convidados foram ainda surpreendidos por uma jam session, que contou com a colaboração dos músicos Jorge Palma, Boss AC, Tim (vocalista dos Xutos & Pontapés), Lúcia Moniz, Fingertips e Toni Garrido (antigo vocalista da banda brasileira Cidade Negra).

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras