Nas Bancas

Maria Lucena com as filhas, Violeta e Sancha

Maria Lucena com as filhas, Violeta e Sancha

Mário Galiano

Maria Lucena: "A violeta tem ciúmes, mas é muito afectiva com a irmã"

A mulher de Virgílio Castelo apresentou a filha mais nova, Sancha, que nasceu há dois meses

Andreia Guerreiro
3 de maio de 2009, 14:29

Foi a primeira vez que Sancha apareceu num evento público e, por isso, acabou por se tornar a protagonista da tarde, embora fosse a mãe, Maria Lucena, a autora do projecto apresentado na loja Knot do Amoreiras Shopping Center: a linha de t-shirts To be a mom is..., lançada a propósito do Dia da Mãe.

"Não me atrai particularmente o universo da roupa, mas achei graça a este desafio, por ser para crianças e por me identificar com a marca, embora admita que foimuito difícil para mim conceber uma peça de roupa a partir do nada", revelou a fotógrafa, de 39 anos, que, para o projecto, não só utilizou fotos do seu álbum de família, como inscreveu palavras que, para si, estão relacionadas coma maternidade. Um projecto que ganhou um significado maior por ter coincidido com o nascimento de Sancha, a 13 de Fevereiro último. A mulher do actor Virgílio Castelo admitiu à CARAS que a filha mais velha, Violeta, que completa cinco anos em Maio, tem tido alguns comportamentos que revelam os ciúmes que estará a sentir da irmã, mas que, ainda assim, é muito carinhosa e meiga com ela, como mostram as fotografias que publicamos.

- Como consegue abraçar estes desafios profissionais com uma recém-nascida em casa?

Maria Lucena - Não foi, de facto, o timming perfeito... Vivo as gravidezes e o nascimento das minhas filhas muito intensamente, e fico muito focada nelas. Por isso, ter que pensar numa coisa fora deste universo não foi fácil, embora tivesse feito algum sentido, uma vez que estava relacionada com a ligação entre mãe e filho.

- A Sancha parece ser um bebé muito tranquilo...

- É um anjo. A Violeta era muito mais endiabrada e irrequieta... foi um bebé mais difícil. A Sancha é muito sossegadinha e porta-se muito bem, tem um único defeito, talvez por culpa minha, que é estar viciada no colo. Desde que esteja ao colo, está tudo bem!

- Isso normalmente acontece com o primeiro filho...

- Pois, mas eu não aprendo, esse tipo de erros cometo-os a segunda vez. Sou muito agarrada a elas e, provavelmente, a culpa é minha, mas é o meu feitio...

- Ainda está a amamentar?

- Sim, não dá para fugir para lado nenhum!

- E está a pensar deixá-la em algum lado para retomar a sua actividade ou vai tentar conciliar tudo para a manter consigo?

- Vou tentar conciliar as coisas. Em princípio ela só irá para a escola aos dois anos. Até lá, estarei um pouco mais limitada em termos de tempo, mas tentareiestar presente nestes primeiros anos da Sancha.

- O Virgílio não esteve presente nesta acção...

- Ele não tem nada que ver com isto, é um trabalho meu, éo meu universo...

- Mas apoiou-a com certeza enquanto desenvolvia este projecto...

- Sim, é claro que o Virgílio me apoia sempre, em tudo.

- Houve alguma reacção de ciúmes por parte da Violeta com o nascimento da irmã?

- Ela tem imensos ciúmes. Sempre pensei que, quando as crianças mais velhas têm ciúmes dos irmãos, se viravam contra eles e se tornavam agressivas. Com a Violeta não é isso que acontece. É muito querida com a mana, é muito afectiva, mas tem muitas chamadas de atenção. Ficou mais desobediente e mais irritável para chamar a nossa atenção.

- Mas acredita que é apenas uma fase?

- Tenho a certeza que é só uma fase, e espero que seja curta, mas nós também estamos a trabalhar no sentido de lhe dar a atenção que ela precisa para que esta fase seja curta e corra tudo bem.

- Fisicamente, a Violeta é muito parecida consigo. E a Sancha?

- Acho que depois mudam muito, mas as fotografias da Violeta com esta idade mostram que é muito parecida com ela. A Sancha é um bocadinho a versão morena da Violeta, porque é mais escura, embora tenha as mesmas feições.

- Tendo duas meninas, acha que ainda vai tentar o rapaz?

- Não tenho nada esse desejo de ter rapazes. Gosto muito do universo das meninas e das mulheres, e estou muito contente com as duas. Já não tenho 20 anos, estou muito satisfeita com as duas, acho que é um bom número. Em princípio, não vou tentar ter mais filhos, mas nunca sabemos o que Deus nos reserva!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras