Nas Bancas

Segredos de beleza - Quatro famosas partilham as suas receitas de bem-estar

Segredos de beleza - Quatro famosas partilham as suas receitas de bem-estar

Segredos de beleza - Quatro famosas partilham as suas receitas de bem-estar

A CARAS acompanhou uma sessão fotográfica com Margarida Pinto Correia, Joana Seixas, Sofia Carvalho e Mafalda Arnauth para uma marca de cosméticos.

Redacção Caras
2 de abril de 2009, 00:00

Margarida Pinto Correia, Joana Seixas, Sofia Carvalho e Mafalda Arnauth são quatro mulheres que têm mais em comum do que à primeira vista poderá parecer. Todas elas são pessoas realizadas, profissional e pessoalmente, e têm mais de trinta anos. Por serem mulheres activas, mas que não descuram os cuidados consigo próprias, foram escolhidas para fazer uma sessão fotográfica para a marca de cosmética Olay. Foi durante um princípio de tarde cheio de sol que este grupo divertido partilhou com a CARAS como é que lida com o envelhecimento, com a beleza e com as mudanças que, naturalmente, os trinta anos trazem à vida de cada mulher. A mais nova do grupo, Joana Seixas, de 32 anos, diz que não é refém da imagem, mas confessa que gosta de se sentir bem na sua pele. Mãe de Francisco, de sete anos, fruto da sua relação com João Reis, e uma das mais requisitadas actrizes da sua geração, Joana sabe que arranjar um espaço na agenda para cuidar de si é fundamental para o seu bem-estar, tanto exterior como interior: "Tenho as preocupações necessárias que alguém que trabalha com a sua imagem tem de ter, mas não sou nada obcecada com isso. Adoro tratar de mim e oferecer-me aqueles miminhos que são os tratamentos de beleza. Sou magra por natureza, mas tenho de me manter tonificada, por isso faço algum exercício. Estou fã de pilates e tento ir duas vezes por semana. E gosto dessas actividades que não só trabalham o corpo, como estimulam a nossa mente. Apesar de ter passado recentemente os trinta anos, a actriz já se apercebeu das mudanças que a maturidade trouxe à sua vida e personalidade: "Penso que não mudamos de um dia para o outro. É uma mudança gradual, durante a qual começamos a ficar mais calmos e serenos. Isso também me aconteceu durante a gravidez, quando tinha 25 anos. E nos últimos dois anos tenho-me sentido cada vez melhor comigo própria." Se as mudanças ocorreram gradualmente na vida de Joana, o mesmo não se pode dizer de Margarida Pinto Correia. Com 42 anos, a administradora-executiva da Fundação do Gil recordou as alterações que viveu ao longo dos últimos anos e revelou que, apesar da sua imagem sempre muito descontraída, não abdica de alguns cuidados diários: "Uma mulher com trinta anos é, de facto, mulher. Alguém com 20 anos ainda não é bem ela própria. Eu mudei radicalmente de vida no dia em que fiz 30 anos. Nesse dia, mudei muito, tanto a nível profissional como pessoal. Ganhei uma outra vida. E sempre gostei de cuidar de mim, porque a beleza reflecte a fase que estamos a viver. A cara é o espelho da nossa vida. No meu dia-a-dia sou uma pessoa muito descontraída, mas gosto de me arranjar e de experimentar coisas novas. Sou um bocadinho camaleónica. E isso é que é giro, termos várias personalidades durante o dia." A mulher de Luís Represas é sempre vista como uma pessoa bem-disposta e optimista. Contudo, nem sempre encara o envelhecimento e as marcas físicas da passagem do tempo de forma pacífica: "Confesso que não olho para o avançar da idade de forma linear; tenho fases. Às vezes, olho para o espelho e vejo os papos nos olhos e aquelas marcas no rosto e penso que afinal isto de envelhecer não é assim tão fácil. Há dias em que me custa mais. E é por isso que tenho cuidados com a pele. Limpar a pele e hidratá-la já é algo essencial na minha vida." Foi ainda durante a adolescência que Sofia Carvalho começou a trabalhar em televisão. Dona de uma beleza indiscutível, a apresentadora, de 39 anos, relativiza a importância da imagem num meio tão competitivo como a televisão: "A beleza conta, mas, acima de tudo, temos é de estar bem connosco próprias e serenas interiormente. Envelhecer não me assusta. O importante é saber envelhecer. E isso depende dos cuidados que temos. Daí eu tratar bem da minha pele." Mafalda Arnauth concorda com a importância que se dá ao bem-estar interior. Contudo, a fadista admite sem qualquer preconceito que a beleza é igualmente um sinal de bem-estar que não deve ser descuidado: "As pessoas falam muito da beleza interior, mas esquecem-se que, muitas vezes, essa beleza só se manifesta no exterior se nós cuidarmos dele. A beleza é uma coisa importante e que reflecte o cuidado que temos connosco próprios. O corpo, como um todo, é um templo." Aos 34 anos, a fadista é uma mulher que vê o passar da idade como um percurso cheio de conquistas. E é com orgulho que partilha com a CARAS a sua entrada nesta década mágica na vida de todas as mulheres: "São 34 anos muito bem vividos. Eu até costumo dizer que desde os 20 que venho rejuvenescendo. Sinto um maior bem-estar comigo própria e mais confiança. É muito bom ver os anos a passarem assim."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras