Nas Bancas

Natasha Richardson recordada por colegas de profissão

Natasha Richardson recordada por colegas de profissão

Natasha Richardson recordada por colegas de profissão

Um sentimento de profunda tristeza invadiu todos aqueles que tiveram a oportunidade de acompanhar a carreira da actriz

Redacção Caras
20 de março de 2009, 00:00

O mundo do espectáculo ficou mais pobre com a morte de Natasha Richardson, de 45 anos, na passada quarta-feira, na sequência de uma queda enquanto aprendia a praticar esqui numa estância canadiana. Depois de ter sido transportada para um hospital local, a actriz, cuja autópsia confirma que a queda foi a verdadeira causa da morte, foi levada para um hospital de Nova Iorque, onde familiares e amigos tiveram oportunidade de se despedir, uma vez que os médicos nada puderam fazer.Os colegas de profissão da mulher do actor irlandês Liam Neeson, fizeram questão de a recordar pelo seu enorme talento, mas também pela pessoa "magnífica" que era. Jane Fonda, por exemplo, deixou uma mensagem no seu blogue pessoal: "Quando a conheci ainda era uma miúda, mas já era bonita e elegante. Não me surpreendeu que tivesse sido uma actriz tão talentosa. É muito difícil imaginar o que esta família está a passar. Sinto-me muito triste".Ontem à noite, foram muitos os actores, realizadores e outras pessoas de alguma forma ligadas ao mundo do espectáculo que estiveram na Broadway para prestar um último tributo a Natasha Richardson. Entre os presentes destacaram-se o marido da actriz, bem como a sua mãe, Vanessa Redgrave, entre outros familiares, que protagonizaram momentos muito emocionantes no reencontro com artistas que em diversos momentos da vida da estrela tiveram a oportunidade de trabalhar com ela. Judi Dench, que trabalhou com Natasha, na série televisiva Ghosts, relembrou-a com emoção: "Brilhava como poucas vezes vi brilhar e tinha um grande sentido de humor. Era uma actriz magnífica e destacava-se tanto no cinema como no teatro." Lindsay Lohan, que pertence a outra geração de actores, mas que trabalhou com Natasha Richardson em Pai para Mim... Mãe para Ti, filme que a lançou para a fama, também não quis deixar de demonstrar o seu apoio a toda a família: "Ela era uma mulher e actriz admirável. Tratou-me como se fosse sua própria filha. O meu coração está junto da sua família. É uma perda trágica." "Ela tinha o melhor da sua mãe e do seu pai - ambos actores. A enorme profundidade e força emocional de uma grande actriz, por um lado, e a inteligência e objectividade de um realizador inesquecível, por outro. Era uma mãe incrível, uma amiga leal e a melhor e mais generosa anfitriã que possamos imaginar. É impossível pensar que esta mulher cheia de talento, forte, persistente e maravilhosa nos deixou", acrescentou o realizador Sam Mendes, que dirigiu Natasha Richardson no musical Cabaret - papel que valeu à actriz um Tony Award em 1998.Durante a homenagem, enquanto todos os colegas aplaudiam o talento da actriz, as luzes dos teatros da Broadway apagaram-se uma a uma, em memória da estrela que deixou de brilhar.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras