Nas Bancas

Irmão de Simão Sabrosa desolado com a morte do filho

Irmão de Simão Sabrosa desolado com a morte do filho

Irmão de Simão Sabrosa desolado com a morte do filho

Buscas suspensas

Redacção Caras
20 de março de 2009, 00:00

Foi no passado domingo que o pequeno Diogo, de quatro anos, sobrinho de Simão Sabrosa, foi arrastado pelo mar, enquanto brincava com mais três crianças, entre elas o seu irmão mais velho, Gonçalo. O seu pai, Serafim Sabrosa, ainda conseguiu resgatar os outros meninos, mas o pequeno Diogo está desaparecido desde então. Depois de cinco dias de buscas intensivas, a Polícia Marítima anunciou que estas vão ser suspensas e que agora resta esperar que o corpo da criança seja devolvido pelo mar. A família, que tem acompanhado de perto todas as operações, continua inconsolável. Ainda ontem, Dia do Pai, Serafim Sabrosa esteve na Praia da Quebrada, em Lavra, Matosinhos, onde tudo aconteceu, e levou consigo um peluche do menino (na foto). Entretanto, e apesar das buscas terem acabado, José Barbosa, o 2.º Comandante da Autoridade Marítima de Leixões, garantiu ao 24Horas que o caso não vai ser esquecido. "A partir de agora vamos manter o patrulhamento na costa, apesar de todas as embarcações que saem para o mar continuarem atentas ao mínimo sinal", disse acrescentando ainda: "Normalmente não se consegue resgatar um corpo nas horas seguintes ao desaparecimento, ele acaba por dar à costa passados entre três e sete dias. Essa é uma possibilidade muito forte".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras