Nas Bancas

Leila Nyrop: "Vou dar continuidade ao legado deixado pelo meu marido"

Leila Nyrop: "Vou dar continuidade ao legado deixado pelo meu marido"

Leila Nyrop: "Vou dar continuidade ao legado deixado pelo meu marido"

Viúva de António Maria Pereira, que morreu no final de Janeiro, a advogada brasileira ainda se emociona a falar dele

Redacção Caras
12 de março de 2009, 00:00

Embaixadora da iniciativa Mulheres de Vermelho, que pretende alertar para a prevenção das doenças cardiovasculares nas mulheres, a advogada brasileira fez questão de estar presente no torneio de golfe que assinalou o Dia Internacional da Mulher, cerca de um mês depois da morte do marido, o reputado advogado António Maria Pereira. Muito acarinhada por todas as participantes, a advogada nem sempre conseguiu evitar as lágrimas quando o nome do marido foi referido. "O carinho de todos até me comove. O apoio dos amigos tem sido fantástico. Mas a verdade é que uns dias são mais fáceis e outros mais complicados", confessou Leila, também advogada, que está decidida a perpetuar o trabalho realizado por António Maria Pereira, grande activista na defesa dos direitos humanos e também dos direitos dos animais: "Tenho pensado muito nisso. Sei que vou dar continuidade ao legado deixado pelo meu marido. Sei que o quero fazer, mas ainda não tenho a certeza em que áreas irei actuar. A questão é que gostaria de perpetuar tudo o que o António fazia, mas isso é impossível, porque era ele quem tinha influência sobre as pessoas. Vamos esperar e perceber o que realmente posso fazer."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras