Nas Bancas

Sylvie Dias e Pedro Lopes aguardam com serenidade a chegada do primeiro filho

Sylvie Dias e Pedro Lopes aguardam com serenidade a chegada do primeiro filho

Sylvie Dias e Pedro Lopes aguardam com serenidade a chegada do primeiro filho

Juntos há quatro anos, a actriz e o produtor de televisão estão prestes a concretizar o sonho de serem pais, com o nascimento de Afonso

Redacção Caras
6 de março de 2009, 00:00

Conheceram-se há cinco anos, em trabalho, mas só ao fim de um ano começaram a namorar. Desde então, Sylvie Dias, de 29 anos, e Pedro Lopes, de 27, tudo têm feito para alcançar a felicidade, aumentada agora com a perspectiva do nascimento do primeiro filho, que irá chamar-se Afonso. Foi durante um fim-de-semana passado em Évora, no Hotel M'Ar de Ar Aqueduto, que a actriz e o produtor da Plural falaram sobre os receios e anseios desta gravidez, mas também explicaram que estão preparados para todas as mudanças que esta criança possa trazer à sua vida, assim como pretendem não deixar que a vida a dois passe para segundo plano.- Sempre alimentaram o desejo de serem pais, mais do que de se casarem. Agora que estão a quatro meses do nascimento de Afonso, já anseiam pelo casamento?Sylvie - Não. [risos] Continua tudo na mesma, casar não faz realmente parte dos nossos planos. Começámos a viver juntos dois meses depois de termos começado a namorar, pois tive um acidente de automóvel grave e a minha mãe não quis que ficasse sozinha em casa, tendo até sido ela a dar a ideia de o Pedro se mudar para lá. Era suposto ser apenas uma fase, mas acabámos por perceber que estávamos a morar juntos e que nos respeitávamos e compreendíamos. Até aqui tem sido assim. Acho que o casamento não vem mudar nada no que já sentimos e construímos até aqui. Para nós, o casamento não passa de uma festa onde se gasta muito dinheiro.- Como estão a viver esta nova fase?- Estou a delirar. Estávamos a planear este filho para o início do ano. Quando recebi a notícia, foi um misto muito estranho de alegria e choque.Pedro - Senti medo devido à responsabilidade que um filho traz, mas também fiquei muito feliz. Só assimilei a novidade de que iria realmente ser pai uns dias depois.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras