Nas Bancas

Carolina e Bernardo Capucho baptizam o filho, Bernardo de Santa Maria, na Igreja de Santo António do Estoril

Carolina e Bernardo Capucho baptizam o filho, Bernardo de Santa Maria, na Igreja de Santo António do Estoril

Carolina e Bernardo Capucho baptizam o filho, Bernardo de Santa Maria, na Igreja de Santo António do Estoril

A cerimónia religiosa, que se realizou no passado dia 28 de Fevereiro, contou apenas com a presença de amigos e familiares mais próximos

Redacção Caras
5 de março de 2009, 00:00

Quando nasceu, no passado dia 23 de Janeiro, os pais garantiram que não iriam deixar passar muito tempo até o baptizarem. E assim foi: com apenas um mês e cinco dias, Bernardo de Santa Maria Perestrelo Campilho de Araújo Capucho entrava na Igreja de Santo António do Estoril para receber o baptismo. A cerimónia, presidida pelo padre António Fernando Teixeira, contou apenas com familiares directos e amigos chegados da família, e teve início às 16h30 do passado dia 28 de Fevereiro."Eu e os meus três irmãos fomos baptizados aqui, crescemos e casámo-nos aqui, e agora aqui estamos com a próxima geração, para que eles façam o mesmo", explicou Bernardo Capucho à CARAS, revelando sentir-se "em casa" nesta igreja. Por isso, foi com naturalidade e sem demonstrarem qualquer sinal de nervosismo que os pais seguiram com atenção a cerimónia religiosa, tendo ao seu lado os padrinhos que escolheram para o seu filho: a irmã mais nova de Carolina, Mariana Campilho, e o irmão mais velho de Bernardo, Duarte Capucho.Um baptismo que acabou por ser marcado por uma série de simbolismos: o bebé foi benzido com água do rio Jordão (trazida da Terra Santa pelas amigas Ana Pinto Leite e Rita Arnaut); foi queimada uma vela que Edite Amaral da Silva já acendera por Bernardo na Basílica da Natividade, situada em Belém, na Palestina; foi reaberto o baptistério da igreja, que não era usado há mais de uma década; e foi entregue aos pais uma bênção apostólica concedida pelo Papa Bento XVI."Para nós, o baptismo é um momento importante. Como católicos, este é o testemunho que podemos oferecer e acho que é o primeiro passo que devemos dar. É uma coisa que achamos realmente importante para ele", explicou, no final, o empresário, de 36 anos. Uma opinião partilhada pela mulher. A historiadora de arte, de 29 anos, que já recuperou a forma física, escolheu para esta ocasião um vestido justo em tons de branco e preto. No final da cerimónia, os convidados seguiram para o Palácio Estoril Hotel, onde se realizou um lanche. Foi precisamente nessa sala, confortável e com um ambiente mais aquecido, que a maioria dos familiares pôde finalmente conhecer e dar mimos ao pequeno Bernardo, uma vez que durante o primeiro mês os pais optaram por resguardá-lo dos dias frios.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras