Nas Bancas

Penélope Cruz continua a saborear a vitória nos Óscares

Penélope Cruz continua a saborear a vitória nos Óscares

Penélope Cruz continua a saborear a vitória nos Óscares

A actriz esteve no programa de Oprah Winfrey onde falou sobre o facto de ter sido eleita Melhor Actriz Secundária em Hollywood

Redacção Caras
25 de fevereiro de 2009, 00:00

Para um actor, uma das maiores recompensas que pode receber é ver o seu trabalho reconhecido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos e, no passado domingo, em Hollywood, Penélope Cruz teve a oportunidade de saborear esse triunfo. A actriz converteu-se na primeira espanhola a vencer um Óscar, neste caso na categoria de Melhor Actriz Secundária, pelo desempenho em Vicky Cristina Barcelona, um filme de Woody Allen. No dia seguinte à cerimónia, e depois de ter comemorado a noite toda na festa da Vanity Fair, a artista esteve na programa de Oprah Winfrey, onde contou ao pormenor o que sentiu quando as cinco actrizes - Tilda Swinton, Goldie Hawn, Whoopi Goldberg, Angelica Houston e Jessica Lange -, galardoadas em edições anteriores, subiram ao palco para anunciar a vencedora. "Foi muito bonito ver aquelas cinco actrizes incríveis. Foi um momento muito especial e muito longo, o meu coração batia cada vez mais rápido... quando abriram o envelope e a Tilda olhou para mim, pensei mesmo que ia desmaiar. Pensei: 'não sei como vou subir ao palco se disser o meu nome'. Queria ganhar, mas ao mesmo tempo tinha tanto medo", confessou Penélope à apresentadora norte-americana. A actriz espanhola, que mantém uma relação com o também actor Javier Bardem, aproveitou ainda a ocasião para explicar por que razão sentiu que poderia desmaiar ali. "Estava realmente muito preocupada! Nos últimos dias, estive em viagens constantes entre a Europa e a América, devido a todos os eventos que antecederam os Óscares. E, ao mesmo tempo, estava a terminar as gravações de um filme, o que fez com que ficasse stressada. Não me queixo, mas foi uma grande aventura, e por várias vezes pensei que aquele era o dia em que ia desmaiar." Penélope assumiu que no dia seguinte à grande festa do cinema, chegou a pensar que tudo não passava de um sonho, mas quando viu a estatueta dourada em cima da almofada percebeu que tudo era bem real: "Olhei para ele [o Óscar] e vi que estava ali! Vou levar uns dias a digerir tudo isto!". Sem se alongar muito, a artista falou das felicitações que recebeu, de entre as quais se destacam um telegrama da família real espanhola e de algumas figuras políticas do seu país, mas sobretudo as do seu namorado, Javier Bardem, que não esteve presente no evento por motivos profissionais. "Claro que me felicitou, mas não vamos entrar em detalhes. Javier [distinguido no ano passado com o Óscar de Melhor Actor Secundário] e este ano eu. Isso deixa-me ainda mais feliz. Começámos os dois em Jamón, Jamón, quando eu tinha 16 anos e ele 21, foi uma coincidência incrível", referiu. Entretanto foram também revelados alguns detalhes dos momentos que se seguiram à cerimónia, quando, já nos bastidores, Penélope pôde finalmente libertar todas as suas emoções. "Ainda não acredito. Chorei durante mais de 15 minutos, nem conseguia falar ao telemóvel. Precisava dessas lágrimas para aguentar o resto da noite".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras