Nas Bancas

Um mês e meio depois da morte de Jett, a família Travolta tenta ter uma "vida normal"

Um mês e meio depois da morte de Jett, a família Travolta tenta ter uma "vida normal"

Um mês e meio depois da morte de Jett, a família Travolta tenta ter uma "vida normal"

O actor e a mulher estão a fazer um esforço para ultrapassar o desaparecimento do filho pelo bem de Ella, a outra filha do casal, de oito anos

Redacção Caras
20 de fevereiro de 2009, 00:00

Passaram seis semanas desde que John Travolta e a sua esposa, Kelly Preston, se viram confrontados com a morte do filho, Jett, de 16 anos, na sequência de uma convulsão. O jovem sofria de Síndroma de Kawasaki, uma doença rara que causa inflamação nas paredes dos vasos sanguíneos e pode evoluir para aneurisma, pelo que tinha convulsões frequentemente e o episódio de 2 de Janeiro acabou por ser fatal. Agora o casal, que também tem uma filha de oito anos, Ella Bleu, está a tentar fazer uma "vida normal", pelo bem da menina, que apesar de tudo tem direito a uma infância como todas as outras crianças. Segundo avança a revista People, uma fonte próxima do casal revelou que "John e Kelly estão agora muito unidos e a dar apoio um ao outro para superar esta fase de luto". "O casal está tentar ultrapassar isto e regressar à normalidade", acrescenta a mesma fonte, ressalvando: "não poderá ser normal sem Jett, mas as coisas estão, a pouco e pouco, a acalmar. Cada dia que passa para eles é um pouco melhor".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras