Nas Bancas

Eduardo Barroso celebra aniversário com um jantar no Estádio de Alvalade

Eduardo Barroso celebra aniversário com um jantar no Estádio de Alvalade

Eduardo Barroso celebra aniversário com um jantar no Estádio de Alvalade

O cirurgião é também um avô dedicado e revelou que por vezes fica em casa a tomar conta de Leonor e Pedro, de três e cinco anos, respectivamente

Redacção Caras
3 de fevereiro de 2009, 00:00

Nas datas redondas - aconteceu aos 50 e agora aos 60 anos -, Eduardo Barroso Garcia da Silva gosta de celebrar o seu aniversário rodeado não só dos familiares mais próximos, mas também dos amigos de uma vida, cheia de muitos sucessos e de algumas angústias. O reconhecido cirurgião, especializado em transplantes, e sobrinho de Maria Barroso, assume que tem um feitio muito especial, que tanto exprime nas sinceras gargalhadas como na mais sonora irritação.No dia da festa de aniversário, escusado será dizer que Eduardo Barroso só mostrou a primeira vertente no jantar que organizou no hall VIP do Estádio de Alvalade, já que o Sporting continua a ser o seu clube do coração. Antes, as mais de duas centenas de familiares e amigos juntaram-se no centro do relvado para cantar os Parabéns e provar o gigantesco bolo de aniversário: 25kg de mil-folhas de lavagante."Este é um ano fundamental para mim e para a minha vida profissional. Além de fazer 60 anos, vou festejar a realização de mil transplantes hepáticos em Portugal e vou entregar o meu doutoramento", afirmou, orgulhoso, o anfitrião, acrescentando: "Celebrar esta data tem tanto de bom como de mau. Bom, por ter aqui chegado, mau, por saber que já falta pouco. Mas a vida tem sido boa para mim. É verdade que tem sido uma vida dura e de luta em alguns aspectos, mas também de muitas ambições realizadas."Actualmente, a grande novidade a nível pessoal é o seu papel de avô. Pedro, de cinco anos, e Leonor, de três, são motivo de enorme alegria: "É muito especial ser avô e muito diferente de ser pai, uma vez que só temos a parte boa dos netos, deixando de parte as chatices", explicou o reconhecido cirurgião, que é pai de Francisco e Eduardo.Entre os familiares e amigos presentes na festa, destacavam-se Maria Barroso e Mário Soares: "O Eduardo sempre foi tratado como se fosse nosso filho. Existiu sempre, entre nós, uma relação de grande ternura que se estendeu aos irmãos. Quando a minha irmã morreu, senti que deveria tentar compensar essa ausência", explicou a antiga primeira-dama.Também presente estava o conhecido psiquiatra Daniel Sampaio, outro amigo do cirurgião, que destacou algumas das qualidades deste: "O Eduardo é uma pessoa muito generosa e leal, além de ser um grande amigo. Ao contrário do que dizem, não tem mau feitio, é, isso sim, uma pessoa explosiva no que diz respeito às emoções."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras