Nas Bancas

Manoel de Oliveira apaga 100 velas rodeado pela família

Manoel de Oliveira apaga 100 velas rodeado pela família

Manoel de Oliveira apaga 100 velas rodeado pela família

A festa oficial do centenário de Manoel de Oliveira realizou-se em Serralves

Redacção Caras
17 de dezembro de 2008, 00:00

O País mobilizou-se para homenagear Manoel de Oliveira no dia em que celebrou 100 anos, mas, porque é natural do Porto, o realizador quis que a comemoração oficial fosse em Serralves, onde se reuniram os seus familiares e amigos mais próximos. "Estou muito sensibilizado com tudo o que tenho ouvido sobre mim", confidenciou o aniversariante, que na ocasião foi condecorado pelo ministro da Cultura, José António Pinto Ribeiro, com a Medalha de Mérito Cultural.Considerados por Oliveira "o verdadeiro brilho dos filmes", os actores não podiam faltar a esta festa. Entre eles alguns dos "eleitos" do Mestre, como LuísMiguel Cintra, Leonor Silveira, Diogo Dória, Rogério Samora, Beatriz Batarda ou Maria de Medeiros, que teve a seu cargo a apresentação da cerimónia.Ricardo Trêpa, neto do realizador e presença assídua nos seus filmes, tinha a voz a tremer e as lágrimas nos olhos quando discursou: "Quero que saiba que é tão bom avô como realizador. Tem-me dado a oportunidade de trabalhar ao seu lado e vê-lo todos os dias no set de filmagens com essa sua energia e vitalidade.""Cineasta de todas as experiências fundadoras do cinema português", como lembrou a actriz Leonor Silveira, Manoel de Oliveira continua imparável: está a filmar Singularidades de uma Rapariga Loira e prepara-se para rodar a seguir O Estranho Caso de Angélica.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras