Nas Bancas

Gracinha Viterbo: A decoradora elogia o bom-gosto do marido, Miguel Vieira da Rocha

Gracinha Viterbo: A decoradora elogia o bom-gosto do marido, Miguel Vieira da Rocha

Gracinha Viterbo: A decoradora elogia o bom-gosto do marido, Miguel Vieira da Rocha

"O Miguel oferece-me sempre presentes originais, seja uma jóia ou outra coisa qualquer. Ele conhece bem o meu gosto"

Redacção Caras
16 de outubro de 2008, 00:00

É uma mulher com classe e a elegância é o seu ponto forte. Gracinha Viterbo aposta na discrição, tanto na forma de vestir como nos acessórios que escolhe. Mas, mais do que um acessório ou apenas um complemento, uma jóia é um objecto com alma. Uma peça que envolve sentimentos e emoções que o tempo nunca vai apagar. Por isso, para a decoradora, as jóias têm de contar uma história: "Penso que qualquer mulher gosta de jóias. Contudo, acho que há alturas para usá-las e outras não. E não é preciso andar carregada, por vezes um anel ou uns brincos são o suficiente. Pessoalmente, tenho uma ligação especial com as jóias. Para mim, elas têm de ter um significado... Gosto que tenham um passado, que sejam de um familiar ou oferecidas numa data especial, para que possa olhar para elas e ter uma ligação."No dia do segundo aniversário da loja Pianegonda, no Fontana Park Hotel, em Lisboa, Gracinha confidenciou à CARAS que a sua jóia favorita lhe foi oferecida pelo marido, Miguel Vieira da Rocha: "O meu anel de noivado é, de longe, a jóia de que mais gosto. O Miguel oferece-me sempre presentes originais, seja uma jóia ou outra coisa qualquer. Ele conhece bem o meu gosto, já está bem treinado." [risos]

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras