Nas Bancas

Mariza confirma separação de João Pedro Ruela

Mariza confirma separação de João Pedro Ruela

Mariza confirma separação de João Pedro Ruela

"Eu e o João Pedro continuamos a trabalhar juntos, mas não existe mais nada além disso." (Mariza)

Redacção Caras
3 de setembro de 2008, 00:00

Aos 34 anos, Mariza enfrenta uma grande mudança na sua vida: acaba de se separar do músico João Pedro Ruela, que integra a sua banda e é também seu manager, ao fim de onze anos de relação. "Eu e o João Pedro continuamos a trabalhar juntos, mas não existe mais nada além disso", confirmou a fadista à CARAS, preferindo não se alongar em comentários, já que continua a procurar manter a discrição no que toca à sua vida privada, reforçando apenas: "Foram onze anos de construção de um projecto comum, a nível pessoal decidimos seguir cada um o seu caminho."A separação surge na sequência de uma nova etapa profissional na vida da intérprete, que, depois de sete anos de digressões quase ininterruptas, resolveu parar para produzir o álbum Terra, que lançou no início deste Verão. Uma pausa que durou cerca de sete meses e teve como objectivo "abrir uma porta nova na minha carreira", explicou Mariza ao Jornal de Notícias em Junho passado. Da pausa resultou não só o novo CD, mas também esta nova fase da vida pessoal.A colaboração profissional da cantora e do percussionista vai manter-se, como Mariza confirmou à CARAS, até porque é anterior à etapa mais mediática da carreira da fadista, que começou a cantar aos cinco anos, na taberna dos pais. Foi já com João Pedro que formou, por exemplo, a banda Funky Town, o que lhe permitiu experimentar outros registos musicais e aprender a conviver com públicos diferentes.Essa fase terminaria, no entanto, quando Mariza aceitou o desafio de José Luís Gordo para cantar na casa de fados deste, o famoso Sr. Vinho, quando ainda não considerava o fado o seu destino musical. Na altura, o próprio João Pedro incentivou Mariza a aceitar a proposta, que acabaria por levar a cantora a redescobrir o gosto pelo fado. Afinal, não havia como apagar da memória os vários anos que passou na Mouraria, para onde os pais - ele português, ela moçambicana - foram morar quando se mudaram de África para Portugal.Só a rebeldia própria da adolescência (a mesma que, aos 12 anos, levou Mariza a cortar o cabelo tão curto como agora usa, apesar de saber que isso implicaria levar uma tareia da mãe) poderá explicar por que não foi o fado o primeiro caminho que procurou. Mas foi esse que acabou por conquistá-la, a ela e ao público. Hoje, Mariza pode gabar-se de ser, provavelmente, a cantora portuguesa que mais sucesso tem fora do País. Para se perceber isso, basta mencionar algumas das salas onde já actuou: o Carnegie Hall, em Nova Iorque, o Royal Albert Hall, em Londres, ou a Ópera de Sydney.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras