Nas Bancas

Dalila Carmo não esconde as fragilidades que sente

Dalila Carmo não esconde as fragilidades que sente

Dalila Carmo não esconde as fragilidades que sente

Aos 33 anos, a actriz quer dedicar-se mais a si e fazer uma pequena paragem na representação

Redacção Caras
27 de agosto de 2008, 00:00

Dalila Carmo, de 33 anos, é uma das mais prestigiadas actrizes da sua geração. Profundamente dedicada à arte de representar, Dalila não se imagina a ter outra profissão. Mas o trabalho é apenas uma parte da vida desta mulher, que não esconde as suas fragilidades. Casada há dois anos e meio com o economista Vasco Machado, de 30 anos, a actriz diz que ainda não sabe quando é que quer ser mãe. Neste momento, a prioridade é ter tempo para si e para as pessoas que lhe são mais próximas.Foi durante a gravação de uma campanha de solidariedade para a Associação Laço, em S. Pedro do Estoril, que a CARAS falou com Dalila sobre os afectos da sua vida e os projectos que tem.- É uma mulher de laços?Dalila Carmo - Sou uma mulher de grandes laços. Sou muito de afectos. Não tenho muitos, mas os que tenho são fortes. É importante sabermos solidificar as nossas relações. Hoje em dia, a vida é muito inconsequente e a nossa profissão acaba por abordar as coisas levianamente. Conhecemos muitas pessoas todos os dias e cria-se uma noção de amizade muito efémera, e isso para mim é muito desestabilizador. Gosto de ter os meus alicerces bem montados. São eles que me ajudam. São o meu equilíbrio.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras