Nas Bancas

Betty Grafstein revela: "Estive muito doente, foi muito doloroso"

Betty Grafstein revela: "Estive muito doente, foi muito doloroso"

Betty Grafstein revela: "Estive muito doente, foi muito doloroso"

Já recuperada, a joalheira recebeu a visita de José Castelo Branco em Nova Iorque, onde permaneceu oito meses por razões legais

Redacção Caras
27 de agosto de 2008, 00:00

Há vários meses que a joalheira nova-iorquina não era vista em Portugal, onde mantém uma casa que partilha com o marido, José Castelo Branco, em Sintra. Chegou a especular-se sobre o seu estado de saúde e sobre a relação com o agora cantor, questões que a CARAS procurou esclarecer na entrevista que acompanha as fotografias do reencontro dos dois nos Estados Unidos, onde José Castelo Branco aproveitou para gravar o videoclip do seu novo álbum, e que foi feita já depois de ambos terem regressado a Portugal, há uns dias. - Especulou-se muito sobre a ausência da sua mulher. Afinal, por que esteve a Betty tanto tempo fora?José Castelo Branco - A Betty foi obrigada a estar em Nova Iorque este tempo todo seguido por razões legais e de residência. Como residente nos Estados Unidos, é obrigada a ficar lá seis meses e um dia. Neste caso, esteve quase oito. - Foi difícil estarem tanto tempo separados?- Foi muito difícil estar longe da Betty. Morri de saudades. Mas há males que vêm por bem, e assim pude concentrar-me mais na gravação do disco. Foram meses muito intensos para mim. Saiba tudo na edição da CARAS desta semana, já nas bancas.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras