Nas Bancas

João Costa quer dar um tiro certeiro nos Jogos Olímpicos de Pequim

João Costa quer dar um tiro certeiro nos Jogos Olímpicos de Pequim

João Costa quer dar um tiro certeiro nos Jogos Olímpicos de Pequim

O atirador vestiu a pele de uma personagem com boa pontaria: James Bond

Redacção Caras
6 de agosto de 2008, 00:00

É o único atleta de tiro que irá representar Portugal nos Jogos Olímpicos de Pequim e o objectivo desta sua terceira participação no maior evento desportivo do mundo é "fazer uma grande prova". Aos 43 anos, João Costa, 1.º sargento da Força Aérea, residente em Paião, na Figueira da Foz, aceitou o desafio da CARAS e interpretou o papel de James Bond para esta produção, realizada dias antes de partir para a China.- É um motivo de orgulho ser o único atleta de tiro a representar Portugal nos Jogos Olímpicos?- Claro, embora gostasse que fossem mais atletas, pois significava que o nível do tiro em Portugal era muito mais alto.- Qual foi o tiro mais certeiro da sua vida?- Ter entrado para a Força Aérea, porque, a partir daí, descobri a vocação para o tiro, ganhei uma profissão.- E já deu algum tiro no pé?- Não, as coisas têm-me corrido sempre bem.- E um tiro no escuro?- Também não. Sou muito calculista, penso bem antes de fazer qualquer coisa.- Qual é a sua arma secreta?- A habilidade nata para o tiro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras